Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos da estimulação transcraniana por corrente direta (tDCS) associado ao exercício físico aeróbio em pacientes hipertensos resistentes: parâmetros ventilatórios, hemodinâmicos, autonômicos e imunológicos.

Processo: 17/24726-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Bruno Rodrigues
Beneficiário:Catarina de Andrade Barboza
Instituição-sede: Faculdade de Educação Física (FEF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Exercício físico   Inflamação

Resumo

A hipertensão arterial resistente (HAR) é uma doença complexa e multifatorial, sendo a hiperatividade do sistema nervoso simpático (SNS) e redução da atividade vagal consideradas algumas das principais causas da refratariedade ao tratamento. Ademais, nos últimos anos têm sido demonstradas relações entre os sistemas nervoso autonômico e imunológico. Terapias invasivas, bem como protocolos de exercício físico têm sido desenvolvidos para o tratamento da HAR, porém a hiperatividade do SNS ainda permanece como um desafio para o controle dos níveis de pressão arterial (PA). A possibilidade de se utilizar técnicas de estimulação cerebral, tais como a estimulação transcraniana por corrente direta (tDCS) não invasiva no córtex cerebral na HAR pode ser promissora para reduzir a PA não controlável por medidas farmacológicas e não farmacológicas. Estudos prévios mostraram que a modulação simpática cortical após tDCS pode reduzir os níveis pressóricos, melhorar a função autonômica e capacidade de exercício, no entanto, os desfechos principais estavam associados à melhora da depressão psíquica em pacientes não portadores de HAR, bem como à performance de atletas. Dessa forma, o presente projeto tem como objetivos avaliar em pacientes com HAR: 1) a presença de ventilação periódica e variabilidade ventilatória durante o exercício, bem como testar os efeitos da tDCS nessas variáveis; 2) os efeitos da tDCS, controladas por placebo-sham, na hipotensão pós-exercício aeróbico de moderada intensidade. Nós hipotetizamos que o tDCS pode modular positivamente as respostas cardiorrespiratórias durante um teste de exercício e potencializar os efeitos hipotensores do exercício, possivelmente mediados por mudanças autonômicas e inflamatórias.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BARBOZA, CATARINA DE ANDRADE; MOURA, ELIEZER GUIMARAES; MINISTRO, GABRIELA; CASTANO, JAVIER BEDOYA; SILVA SANTOS, GABRIELA C.; DIAS JUNIOR, GILMAR; MORENO JUNIOR, HEITOR; RODRIGUES, BRUNO. Central blood pressure and aortic pulse wave reflection in water-exercised postmenopausal hypertensive women: A cross-sectional study. Experimental Gerontology, v. 143, JAN 2021. Citações Web of Science: 0.
RODRIGUES, BRUNO; BARBOZA, CATARINA A.; MOURA, ELIEZER G.; MINISTRO, GABRIELA; FERREIRA-MELO, SILVIA E.; CASTANO, JAVIER B.; RUBERTI, OLIVIA M.; DE AMORIM, RIVADAVIO F. B.; MORENO, JR., HEITOR. Transcranial direct current stimulation modulates autonomic nervous system and reduces ambulatory blood pressure in hypertensives. CLINICAL AND EXPERIMENTAL HYPERTENSION, v. 43, n. 4 JAN 2021. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.