Busca avançada
Ano de início
Entree

Materiais nanoestruturados à base de Nb2O5 e Ta2O5 dopados com terras raras e com emissão de banda larga na região do infravermelho próximo para aplicação em fotônica como amplificadores ópticos e conversores de energia

Processo: 17/10423-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Inorgânica
Pesquisador responsável:Rogéria Rocha Gonçalves
Beneficiário:Fábio José Caixeta
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Terras raras   Luminescência   Fotônica   Elementos da série dos lantanídeos

Resumo

Este projeto de pesquisa concentra-se no desenvolvimento de materiais nanoestruturados à base de óxido de nióbio (Nb2O5) e óxido de tântalo (Ta2O5) dopados com íons terras raras (TR), com emissão no infravermelho (IV) próximo, na forma de guias de onda planares ativos e de pós. Os materiais serão preparados utilizando a metodologia sol-gel e visando aplicações como amplificadores ópticos e conversores de energia para sistemas de telecomunicações ou aumento de eficiência em células solares. Precursores alcóxidos e óxidos de Ta2O5, Nb2O5, SiO2 e GeO2 serão utilizados para a síntese dos materiais usando o processo sol-gel. No caso do nióbio será dado um enfoque na utilização de precursores de mineração nacional (CBMM) com a finalidade de aumentar o valor agregado de um produto nacional, onde o Brasil tem um papel extremamente relevante no cenário mundial de extração de nióbio. Com relação aos precursores de elementos TR, serão utilizados óxidos comerciais e produtos decorrentes da reciclagem de materiais do projeto FAPESP (processo 2016/50112-8 intitulado Recovery of lanthanides and other metals from WEEE), que envolve uma rede internacional de pesquisadores. Luminescência na região do visível também será estudada, não só como um processo competitivo com a emissão no IV próximo, mas também visando o grande potencial decorrente de processos de conversão ascendente e descendente de energia para aplicação em Fotônica e Biofotônica. A preparação dos materiais, caracterização espectroscópica e estrutural em função da composição, dopagem com íons TR e tratamento térmico representam as bases do estudo acadêmico que dá continuidade aos excelentes resultados desenvolvidos anteriormente em nosso grupo. Será realizado um estudo sistemático correlacionando estrutura da matéria e propriedades morfológicas, estruturais, espectroscópicas e ópticas.