Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas fisiológicas da aplicação foliar de cobalto e molibdênio em plantas jovens de maracujazeiro-azedo cultivadas em solução nutritiva

Processo: 17/23346-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Daniel Baron
Beneficiário:Rodrigo Antonio Nuncio Junior
Instituição-sede: Centro de Ciências da Natureza (CCN). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Campus de Lagoa do Sino. Buri , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia vegetal   Nutrição vegetal   Passiflora   Maracujá   Cobalto   Molibdênio

Resumo

A propagação do maracujá-azedo (Passiflora edulis Sims.) é de suma importância para a fruticultura do Brasil, já que esta é uma espécie frutífera que possui elevada demanda econômica no cenário nacional e internacional, sendo assim, torna-se necessário contornar limitações quanto aos níveis nutricionais exigidos pela espécie a fim de se obter plantas saudáveis durante a formação de mudas em fase de viveiro para pós-plantio. O objetivo deste projeto será avaliar a interação entre os elementos minerais molibdênio (Mo) e cobalto (Co), essencial e benéfico, respectivamente, aplicados via foliar em plantas de maracujazeiro-azedo cultivado em diferentes disponibilidades do elemento mineral nitrogênio, utilizando-se a solução nutritiva 'Hoagland e Arnon' nº1, quanto ao desenvolvimento inicial de plantas jovens. Desta forma será testada a hipótese científica que a interação do Co e Mo, via foliar, em plantas jovens de maracujazeiro-azedo cultivadas em solução nutritiva contendo diferentes concentrações de nitrogênio (N) proporcionará um satisfatório equilíbrio nutricional e hormonal possibilitando a formação mais uniforme de mudas. O delineamento experimental empregado será em blocos casualizados (DBC), com 06 tratamentos distribuídos em 05 blocos, totalizando 10 repetições de 01 planta cada por tratamento. Os dados serão submetidos ao teste de homegeneidade entre as variâncias (teste Levene) e, ao atender as pressuposições estatísticas, os dados serão submetidos à análise de variância (ANOVA) e, se necessário, suas médias comparadas pelo teste de média Tukey com nível de significância de 5% (p<0,05). (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.