Busca avançada
Ano de início
Entree

Critérios alternativos de classificação de AGNs

Processo: 17/25506-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Extragaláctica
Pesquisador responsável:João Evangelista Steiner
Beneficiário:Catarina Pasta Aydar
Instituição-sede: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Astrofísica   Núcleos ativos de galáxias   Buracos negros   Telescópios

Resumo

Atualmente a existência de buracos negros supermassivos na maior parte dos núcleos das galáxias é um paradigma. Denominamos de núcleos ativos de galáxias (AGN) aqueles que apresentam um disco de acreção ao redor do buraco negro, uma das fontes ionizantes do gás circum-nuclear. A partir da sua fenomenologia, uma variada classe de AGNs emerge, separadas pelo grau de ionização e velocidade do gás detectadas. A razão física por trás estas diferenças permanece, no entanto, em aberto. Muitas vezes, inclusive, não é claro se a excitação do gás provém, de fato, de um AGN ou de processos estelares. Encontrar um conjunto de parâmetros que seja capaz de distinguir estas classes seria o meio mais natural de se compreender como cada uma delas funciona. Até então as ferramentas disponíveis têm se mostrado dúbias, embora existam diversas propriedades mensuráveis que não foram relacionadas entre si. O objetivo do projeto, portanto, visa encontrar melhores diagramas diagnósticos para se caracterizar os AGNs (que já possui resultados preliminares promissores) a partir de técnicas estatísticas e medidas disponíveis na literatura, com a perspectiva de estender e refinar este estudo para dados do mapeamento DIVING3D e aplicação na nova geração de telescópios como o GMT. (AU)