Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação da persistência residual de constituintes tóxicos da oleorresina de Copaifera duckei Dwyer utilizada na piscicultura

Processo: 17/15052-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Jonas Augusto Rizzato Paschoal
Beneficiário:Jonas Joaquim Mangabeira da Silva
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/18334-0 - Resíduos de medicamentos veterinários em alimentos: métodos analíticos multiclasses empregando LC-MS/MS, dados de exposição e estudos de depleção residual, AP.JP
Assunto(s):Pacu   Aquicultura   Copaifera

Resumo

O uso de medicamentos veterinários em animais destinados à produção de alimentos sempre gerou controvérsias em relação à questão de segurança alimentar. Como alternativa aos tratamentos convencionais, diversos trabalhos vêm apontando o promissor emprego terapêutico de produtos de origem natural para o tratamento de diversas doenças que acometem criações de animais fornecedores de proteínas, muito embora dados que indiquem os possíveis efeitos tóxicos e de segurança alimentar desses produtos naturais ainda não foram esclarecidos por completo. Dentro desse contexto, estudos prévios apontam o promissor uso de plantas proveniente da flora brasileira, como a oleorresina de Copaiferas, no tratamento de peixes parasitados por helmintos, contudo a literatura sobre a composição química desse produto natural indica que alguns dos seus constituintes podem trazer riscos à saúde do consumidor (homem). Assim, a presente proposta de projeto visa contribuir com a avaliação do potencial de emprego desse produto natural em peixes cultivados (Pacu) e verificar a persistência residual de componentes da oleorresina de C. duckei, com ênfase na quantificação das substâncias com efeitos tóxicos já descritos na literatura, a exemplo do ácido ent-agático; para tal será desenvolvido, otimizado e validado um método analítico empregando as técnicas de CL-EM. O desenvolvimento desta proposta de Projeto busca contribuir na investigação de segurança alimentar de produtos naturais empregados na piscicultura, bem como sugerir um modelo alternativo in vivo para verificação de efeitos tóxicos de substâncias oriundas de fontes naturais.