Busca avançada
Ano de início
Entree

Abordagem integrada de parâmetros morfo-moleculares para Triatoma brasiliensis, o principal vetor da Doença de Chagas no semiárido brasileiro: a elucidação de elos da cadeia ecoepidemiológica

Processo: 18/04098-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Carlos Eduardo de Almeida
Beneficiário:Maurício Lilioso de Lucena Filho
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/08176-9 - Abordagem integrada de parâmetros morfo-moleculares para Triatoma brasiliensis, o principal vetor da Doença de Chagas no semiárido brasileiro: a elucidação de elos da cadeia ecoepidemiológica, AP.JP
Assunto(s):Ecologia de vetores   Controle de vetores   Triatoma   Marcador molecular   Transcriptoma

Resumo

Nas zonas semi-áridas do Brasil, Triatoma brasiliensis é o mais importante vetor da doença de Chagas, apresentando potencial para elucidar aspectos sobre os demais elementos da cadeia epidemiológica. Assim, utilizaremos uma abordagem integrada a espécimes de T. brasiliensis, desmembrando os insetos capturados e provenientes de sítios com registros de alta infestação domiciliar no Rio Grande do Norte. Os focos de reinfestação e aspectos demográficos (via Approximate Bayesian Computation - ABC) de populações sob atividades de controle de T. brasiliensis serão elucidados com o uso de dois marcadores moleculares extraídos do DNA das patas do inseto: o citocromo b (cytb) e os microssatélites via genética de populações, combinados com a morfometria geométrica, com o uso das cabeças e asas. Usando sequenciamento de nova geração (SNG), a base genética associada à domiciliação será explorada por meio dos transcriptomas com material extraído das antenas e peças bucais. Com o sangue ingerido pelo inseto será desenvolvida a genotipagem do Trypanosoma cruzi e serão determinadas as fontes alimentares do inseto e reservatórios do parasita via metagenômica/metabarcoding e SNG. A genética de paisagem será aplicada utilizando informações morfo-genéticas combinadas com dados ecológicos e espaciais para a detecção dos corredores de dispersão para as populações de insetos que invadem os domicílios. Assim, apresentamos uma proposta-modelo inovadora e sinérgica para determinar a estrutura genética do vetor, a base genética associada à domiciliação, a linhagem do parasita, o reservatório de T. cruzi e fatores que propiciam a dispersão do inseto para os domicílios. Finalmente, dados úteis para o controle serão vertidos para uma linguagem compreensiva para o repasse aqueles envolvidos no controle vetorial. (AU)