Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência da insônia na associação entre disfunção temporomandibular dolorosa e sensibilização central

Processo: 17/14266-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Daniela Aparecida de Godoi Gonçalves
Beneficiário:Fernanda Gruninger Mercante
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOAr). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Disfunção temporomandibular   Síndrome da disfunção da articulação temporomandibular   Sensibilização do sistema nervoso central

Resumo

Introdução: Estudos recentes demonstram que muitos indivíduos com disfunção temporomandibular (DTM) dolorosa evidenciam sensibilização central(SC), que corresponde a um estado de hiperexcitabilidade do Sistema Nervoso Central e que pode se manifestar com distorção ou amplificação da dor. A presença de SC também inclui uma hipofunção do sistema inibitório descendente da dor, afetando a modulação dos fenômenos nociceptivos. Há indícios marcantes de associação entre insônia e SC em pacientes com dores crônicas. Entretanto, não há uma literatura de estudos investigando esta associação em pacientes com DTM dolorosa. Objetivo: Estimar a associação entre sensibilização central, DTM dolorosa e insônia. Metodologia: Trata-se de um estudo clínico transversal, com amostra de 160 indivíduos adultos com 20 a 65 anos de idade, os quais serão distribuídos em quatro grupos: 1) Controle (livre de DTM dolorosa e insônia); 2) Insônia; 3) DTM dolorosa; 4) DTM dolorosa e insônia. A DTM será classificada pelo Research Diagnostic Criteria for Temporomandibular Disorders. O diagnóstico da insônia será realizado de acordo com os critérios da 3ª Classificação Internacional de Distúrbios de Sono e quantificado por meio do questionário do Índice de Gravidade de Insônia. A presença de SC será detectada por meio do teste de Modulação Condicionada da Dor que aponta uma dificuldade do indivíduo de modular os impulsos dolorosos. A análise dos dados será por meio de um modelo de regressão multinominal uni e multivariado, considerando p<0,05. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
MERCANTE, Fernanda Gruninger. Influência da insônia na associação entre disfunção temporomandibular dolorosa e sensibilização central. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Odontologia (Campus de Araraquara)..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.