Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização da patogenicidade e sinalização química de cepas protótipo e amostras clínicas de Escherichia coli uropatogênica frente ao composto LED209

Processo: 17/19243-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Cristiano Gallina Moreira
Beneficiário:Bruna Cardinali Lustri
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/06779-2 - Investigação do papel da sinalização química e de mecanismos auxiliares na virulência de Salmonella enterica sorovar Typhimurium e outros enteropatógenos, AP.JP
Assunto(s):Escherichia coli uropatogênica

Resumo

As infecções do trato urinário (ITU) são frequentes em todo o mundo, sendo a Escherichia coli Uropatogênica (UPEC) o patógeno responsável pela maior parte das infecções, podendo levar ao desenvolvimento de cistite e pielonefrite aguda, além de serem responsáveis por 35-45% dos casos de Insuficiência Renal Aguda (IRA). Os fatores de virulência clássicos de UPEC estão ligados a expressão de fímbrias P, ±-hemolisina, aerobactina, resistência ao soro e encapsulação. A regulação desses fatores é mediada via sinalização química inter e intra-reinos facilitando o processo de colonização e estabelecimento da patogênese. O sistema de dois componentes QseBC, é capaz de reconhecer sinais produzidos pelo hospedeiro, como os hormônios adrenérgicos epinefrina (Epi) e norepinefrina (NE), bem como moléculas sinalizadoras produzidas por outras bactérias, como o autoindutor-3 (AI-3), que podem levar a regulação e ativação da expressão de genes de virulência do patógeno. O LED209 é uma molécula que foi desenvolvida com a finalidade de bloquear tal via de sinalização, tendo como mecanismo de ação a inibição da transcrição de fatores de virulência, não interferindo no crescimento bacteriano, mas dificultando a colonização e o estabelecimento da doença. O objetivo do presente projeto é investigar in vitro e in vivo como a sinalização química via QseBC auxilia na patogênese e na virulência das cepas protótipos EC958, UTI89 e CFT073, além de isolados clínicos recentes do Estado de São Paulo de cepas de UPEC, também empregando o composto LED209 para bloqueio de tal via. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SIMEI AQUARONI, NAYARA AP.; NAKAHATA, DOUGLAS H.; LAZARINI, SILMARA C.; RESENDE, FLAVIA A.; CANDIDO, AMANDA L. P.; BARUD, HERNANE DA SILVA; CLARO, AMANDA MARIA; DE CARVALHO, JOAO ERNESTO; RIBEIRO, CAMILA M.; PAVAN, FERNANDO R.; LUSTRI, BRUNA C.; MACHADO RIBEIRO, TAMARA RENATA; MOREIRA, CRISTIANO G.; CANDIDO, TUANY ZAMBROTI; PASSOS LIMA, CARMEN SILVIA; RUIZ, ANA LUCIA T. G.; CORBI, PEDRO P.; LUSTRI, WILTON R. Antibacterial activities and antiproliferative assays over a tumor cells panel of a silver complex with 4-aminobenzoic acid: Studies in vitro of sustained release using bacterial cellulose membranes as support. Journal of Inorganic Biochemistry, v. 212, NOV 2020. Citações Web of Science: 0.
Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
LUSTRI, Bruna Cardinali. Caracterização da patogenicidade e sinalização química de cepas protótipo e amostras clínicas de Escherichia coli uropatogênica frente ao composto LED209. 2019. 72 f. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Ciências Farmacêuticas..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.