Busca avançada
Ano de início
Entree

O comum entre mundos: as primeiras impressões de viajantes europeus em relação ao continente africano nos séculos XV e XVI

Processo: 17/27155-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 10 de junho de 2018
Vigência (Término): 09 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História Antiga e Medieval
Pesquisador responsável:Susani Silveira Lemos Franca
Beneficiário:Paula Sposito Almeida
Supervisor no Exterior: José Manuel Damião Soares Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Humanas e Sociais (FCHS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Franca. Franca , SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Lisboa, Portugal  
Vinculado à bolsa:17/10546-1 - O comum entre mundos: as primeiras impressões de viajantes europeus em relação ao continente africano nos séculos XV e XVI, BP.MS
Assunto(s):História medieval   Viagens   Experiências de vida   Portugueses   África

Resumo

O presente projeto integra a pesquisa de Mestrado que é dedicada ao estudo da presença portuguesa na costa ocidental africana em meados do século XV e início do século XVI, e que busca mapear indícios de traços comuns entre os costumes do africano e do europeu destacados pelos viajantes. Alguns dos que foram enviados pela coroa portuguesa àquelas paragens puderam observar apenas rapidamente os lugares e povos africanos, outros, ao contrário, puderam ficar mais tempo ou conjugar informações trazidas por outros viajantes. Observar as diferenças das descrições de uns e outros de acordo com sua experiência de viagem ou conhecimento obtido de outros viajantes, bem como o que reconheceram como familiar naqueles povos de longe é o objetivo do projeto de mestrado em desenvolvimento. O presente projeto, por sua vez, visa o aperfeiçoamento de uma parte fundamental desta pesquisa maior, que é compreender melhor o itinerário dessas viagens ocorridas durante mais ou menos 80 anos e que levaram ao reconhecimento dos lugares e povos. Em outras palavras, o levantamento de estudos e fontes em Portugal será destinado ao aprofundamento da geografia das viagens, com ênfase sobre os parâmetros dos conhecimentos dos viajantes na altura em que viajaram. (AU)