Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo e desenvolvimento de uma célula solar sensibilizada com Poli(azo- Bismarck Brown r)

Processo: 17/25944-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Marcos Fernando de Souza Teixeira
Beneficiário:Jéssica Crivelaro Pacheco
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Assunto(s):Eletroquímica   Polímeros condutores   Células solares   Voltametria cíclica   Painéis solares fotovoltaicos   Microscopia eletrônica de varredura   Microscopia de força atômica   Espectroscopia

Resumo

O presente projeto de iniciação científica busca investigar o comportamento eletroquímico de uma célula solar sensibilizada com o azopolímero de Bismark Brown R. Essa célula deverá ser desenvolvida a partir da eletropolimerização do corante, sobre substrato de vidro condutor revestido com óxido de estanho dopado com flúor (FTO), por voltametria cíclica. Será investigado a incorporação de grafeno no processo de eletropolimerização, onde será estudado a formação de multicamadas grafeno/polímero, afim de melhorar as propriedades fotoeletroquímicas do material. O comportamento fotossensível do filme obtido será analisado por voltametria cíclica e cronoamperometria, na presença de luz pulsada. A morfologia do filme será estudada a partir de medidas de microscopia eletrônica de varredura (MEV) e microscopia de força atômica (AFM). Além disso, será feito a caracterização físico-química do filme polimérico através de espectroscopia UV-Vis e outras técnicas eletroquímicas. A caracterização da célula fotossensível será realizada a partir da obtenção da curva de Corrente vs. Potencial, sob incidência de luz, onde será investigado a eficiência da conversão de energia da célula sensibilizada, bem como outros importantes parâmetros fotovoltaicos do dispositivo. Também serão realizadas medidas de espectroscopia eletroquímica de impedância, sob aplicação de uma fonte de luz. Essa técnica permitirá avaliar fenômenos interfaciais existentes na célula fotovoltaico, realizando uma investigação detalhada das suas características e propriedades fotoeletroquímicas.