Busca avançada
Ano de início
Entree

Adequação de vinhoto sacaríneo como meio de cultivo fúngico por processos oxidativos

Processo: 18/05060-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Química - Processos Industriais de Engenharia Química
Pesquisador responsável:Heizir Ferreira de Castro
Beneficiário:Thiago Maziero Alves
Instituição-sede: Escola de Engenharia de Lorena (EEL). Universidade de São Paulo (USP). Lorena , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/10636-8 - Da fábrica celular à biorrefinaria integrada Biodiesel-Bioetanol: uma abordagem sistêmica aplicada a problemas complexos em micro e macroescalas, AP.BIOEN.TEM
Assunto(s):Química industrial   Processos oxidativos avançados   Etanol   Vinhaça   Propriedades físico-químicas   Fungos   Mucor

Resumo

A produção do etanol sacaríneo da cana-de-açúcar gera como um dos subprodutos o vinhoto, que se caracteriza pela alta carga orgânica, sulfato e potássio e baixa concentração de nitrogênio. A caracterização química do vinhoto o impede de ser um eficiente meio de cultivo microbiano para material fúngico, o qual pode produzir metabólitos de alto valor agregado. Há, no entanto, técnicas diversas para pré-tratamento do vinhoto, a fim de reduzir sua toxicidade microbiana, como aquelas baseadas em processos oxidativos avançados, precipitação química e até mesmo com fungos de degradação branca, produtores de lacase e manganês-peroxidase. De interesse industrial, o fungo Mucor circinelloides possui robustez e capacidade de crescimento em meios de cultivo com concentrações significativas de compostos inibitórios. O zigomiceto M. circinelloides também é capaz de produzir altas concentrações de lipídeos intracelulares, enzimas de interesse industrial, como lipases, compostos de alto-valor agregado, como surfactantes e pigmentos, e também biomassa fúngica de alto teor proteico. O bolsista de iniciação científica a ser inserido neste plano de pesquisa se encarregará de desenvolver técnicas de pré-tratamento do vinhoto sacaríneo utilizando-se de vias oxidativas, como a ozonização e precipitação química visando adequar o vinhoto como meio de cultivo para crescimento do fungo Mucor circinelloides. O mencionado bolsista será responsável por realizar caracterizações químicas e físico-químicas do vinhoto in natura e pós-tratamento, visando a degradação de matéria orgânica recalcitrante, compostos inibitórios (ex.: fenol) e propriedades naturalmente inibitórias do vinhoto, como a alta concentração de minerais, que induzem altas taxas de pressão osmótica nos microrganismos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
REIS, CRISTIANO E. R.; BENTO, HEITOR B. S.; ALVES, THIAGO M.; CARVALHO, ANA K. F.; DE CASTRO, HEIZIR F. Vinasse Treatment within the Sugarcane-Ethanol Industry Using Ozone Combined with Anaerobic and Aerobic Microbial Processes. ENVIRONMENTS, v. 6, n. 1 JAN 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.