Busca avançada
Ano de início
Entree

Filogenia e biogeografia do clado Barbacenia inselbergs (Velloziaceae)

Processo: 17/09447-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Renato de Mello-Silva
Beneficiário:Andressa Cabral
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/24297-6 - Filogenia e biogeografia do clado Barbacenia dos inselbergues (Velloziaceae), BE.EP.MS
Assunto(s):Pandanales

Resumo

Velloziaceae atualmente compreende cinco gêneros e aprox. 250 espécies, com distribuição principalmente anfiatlântica. A maioria das espécies está presente na região Neotropical, e no Brasil, a família é representada por Barbacenia e Vellozia, compreendendo 213 espécies. Ao longo dos anos, a delimitação dos gêneros, e também nos níveis infragenéricos, causou controvérsia entre os taxonomistas. Em reconstituições filogenéticas recentes utilizando inferência Bayesiana e de Parcimonia, Barbacenia formou dois clados basais. Um deles compreende apenas espécies endêmicas de inselbergs s.l. brasileiros, com Barbacenia fanniae, B. gounelleana, B. irwiniana, B. mantiqueirae, B. purpurea e B. spectabilis. Seu clado-irmão inclui as outras 44 espécies de Barbacenia analisadas, todas do Arquipélago Campo Rupestre, no centro/sudeste do Brasil. Considerando que estas análises não abrangem todas as espécies de Barbacenia de inselbergs, o presente estudo tem como objetivo ampliar o esforço de amostragem incluindo todas as espécies que ocorrem nestas localidades do Brasil, a fim de testar a monofilia do grupo. Pretende-se também estimar a data de divergência entre as espécies e entre as duas linhagens de Barbacenia, a fim de melhor compreender as relações florísticas entre os inselbergs e Campos Rupestres brasileiros. Para a resolução de questões filogenéticas e biogeográficas, iremos analisar cinco marcadores platidiais (espaçadores atpB-rbcL, trnH-psbA e trnL-trnF, e intron trnL) e um nuclear (nrDNA de ITS). Parcimônia e Inferência Bayesiana serão usadas para as reconstruções filogenéticas. A data de divergência entre as duas linhagens de Barbacenia será estimada usando fósseis de Cyclantaceae e Triuridaceae para calibrar a datação filogenética. A reconstrução das áreas ancestrais será realizada por análise DIVA, minimizando eventos de dispersão e extinção. Também será realizada uma análise morfológica para compreender a evolução dos caracteres em um contexto filogenético no clado de Barbacenia de inselbergs. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
CARDOSO, PEDRO HENRIQUE; NETO, LUIZ MENINI; CABRAL, ANDRESSA; GONCALVES SALIMENA, FATIMA REGINA. Lantana caudata (Verbenaceae), a new species from the Brazilian Atlantic Forest. PHYTOTAXA, v. 424, n. 3, p. 191-196, NOV 20 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.