Busca avançada
Ano de início
Entree

Remodelamento do cromossomo X durante a reprogramação de células sanguíneas humanas à células pluripotentes induzidas (iPSCs) e sua indução em células germinativas primordiais in vitro (iCGPs)

Processo: 17/12140-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Flávio Vieira Meirelles
Beneficiário:Aline Fernanda de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos (FZEA). Universidade de São Paulo (USP). Pirassununga , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:13/08135-2 - CTC - Centro de Terapia Celular, AP.CEPID
Bolsa(s) vinculada(s):19/08346-0 - Remodelação do cromossomo X em células pluripotentes induzidas (iPSCs) da Síndrome de Turner, BE.EP.PD
Assunto(s):Inativação do cromossomo X   Terapia baseada em transplante de células e tecidos   Síndrome de Turner   Células sanguíneas

Resumo

O início do desenvolvimento embrionário é marcado por processos epigenéticos acompanhados dos mecanismos da determinação dos sexos e a reprogramação do cromossomo X. A inativação do cromossomo X (ICX) é uma marca epigenética importante para o desenvolvimento embrionário e fetal adequado, enquanto que a reativação do cromossomo X (RCX) influencia no estado pluripotente das células, e desta maneira, é uma importante modificação epigenética ocorrida durante a geração de células primordiais germinativas (CPGs). Síndromes aneuplóides são causadas pelo número aumentado ou reduzido de cromossomos e representam um exemplo extremo de doença do desenvolvimento, sendo um exemplo importante a síndrome de Turner, que afeta mulheres e leva à condição de infertilidade. O estudo in vitro destas síndromes é relevante tanto aos aspectos clínicos quanto à pesquisa básica, uma vez que poderá fornecer o conhecimento mais profundo sobre a etiologia e possíveis novas terapias para tais condições. Objetiva-se nesta proposta avaliar a ICX e a RCX nas células pluripotentes induzidas (iPSCs) de pacientes portadores da síndrome de Turner, assim como de pacientes que não possuem doenças ligadas ao cromossomo X, e sua posterior indução de células germinativas primordiais (iCGPs) humanas com o objetivo de avaliar a remodelação do cromossomo X nestas linhagens celulares. Para tal, serão realizadas as técnicas de: reprogramação celular à pluripotência a partir de células sanguíneas e sua posterior indução a diferenciação à iCGPs; caracterização destas células através da detecção de marcados de pluripotência e germinativos; e avaliação do estado de IXC e RCX pela expressão dos gene XIST e ensaio HUMARA. Esta proposta elucidará conceitos fundamentais de remodelação do cromossomo X, constituindo um importante avanço no desenvolvimento do conhecimento genético e epigenético voltado à medicina reprodutiva humana.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.