Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da resposta humoral induzida pela infecção com o Vírus Zika utilizando anticorpos monoclonais produzidos a partir de Linfócitos B isolados de pacientes infectados

Processo: 17/26342-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Silvia Beatriz Boscardin
Beneficiário:Bianca da Silva Almeida
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Linfócitos B   Vírus Zika

Resumo

A febre Zika é causada por um flavivírus pertencente à família Flaviviridae. O vírus Zika (ZIKV) foi introduzido recentemente no Brasil e vem sendo associado a um aumento expressivo no número de bebês com microcefalia nascidos de mães supostamente infectadas. Os vírus desta família são transmitidos geralmente por picadas de fêmeas do mosquito da espécie Aedes aegypti, e podem causar desde infecções brandas com quadro febril semelhante ao da gripe, até manifestações clínicas graves como hemorragias e encefalites. A alta identidade na sequência de aminoácidos (aproximadamente 55%) entre o ZIKV e diferentes sorotipos do vírus da dengue (DENV 1-4) pode levar a um reconhecimento cruzado de diferentes proteínas pelo sistema imunológico, o que pode favorecer tanto a proteção quanto a patogenia destas doenças. Por exemplo, o reconhecimento cruzado de anticorpos contra os diferentes sorotipos de DENV pode levar à um fenômeno conhecido como "antibody dependent enhancement" (ADE) que prevê a potencialização de uma infecção secundária quando a infecção primária for causada por um vírus de sorotipo diferente. Por esse motivo, torna-se bastante relevante estudar o componente humoral da resposta contra o ZIKV e avaliar se os anticorpos induzidos durante a infecção podem apresentar alguma reatividade cruzada contra DENV. Assim, este projeto tem por objetivo estudar em maiores detalhes a resposta imune humoral induzida em pacientes infectados pelo ZIKV utilizando uma abordagem inovadora que consiste na clonagem e expressão de anticorpos monoclonais (mAbs) a partir das sequências de DNA que codificam para a porção variável do receptor de células B específicas para a proteína do envelope viral obtidas de pacientes com infecção recente pelo ZIKV.