Busca avançada
Ano de início
Entree

O que as marcas podem nos contar sobre os vestígios? Ocupações arqueológicas no interflúvio do Rio Araguaia e Rio do Peixe, Goiás

Processo: 18/01377-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 15 de abril de 2018
Vigência (Término): 14 de agosto de 2018
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:Marisa Coutinho Afonso
Beneficiário:Jordana Batista Barbosa
Supervisor no Exterior: Christopher Evan Miller
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa: Eberhard Karls Universität Tübingen, Alemanha  
Vinculado à bolsa:16/22192-7 - O que as marcas podem nos contar sobre os vestígios? ocupações arqueológicas no interflúvio do Rio Araguaia e Rio do Peixe, Goiás, BP.MS
Assunto(s):Sítios arqueológicos   Geoarqueologia   Geoquímica

Resumo

Este projeto de pesquisa possui como proposta o estudo das ocupações arqueológicas existentes nos interflúvios dos rios Araguaia e Peixe. Neste projeto pretendemos fazer um estudo contextual de dois sítios arqueológicos já escavados denominados Lago Rico e Cangas I. O foco deste estudo destina-se ao levantamento bibliográfico e fontes etno-históricas; junto a este levantamento pretendemos utilizar a abordagem da geoquímica uma vez que os solos podem ser distinguidos por características físicas e químicas, muitos deles são importantes para dar início à pesquisa arqueológica. Com esta análise, outras variáveis serão avaliadas junto ao contexto arqueológico dos sítios, como a ocupação do espaço e da paisagem e os fatores modificadores deste espaço ocupado. Neste momento será possível realizar inferências tomando o devido cuidado sobre a ocupação do espaço, formação de sítios arqueológicos e padrões de assentamento. Ressalto que esta pesquisa objetiva fornecer informações significativas para a arqueologia, dada a importância da região do vale do Araguaia para a arqueologia brasileira uma, vez que aborda a ocupação pré-colonial às margens de um dos principais rios da América do Sul em relação à ocupação de grupos de sítio aldeia. Com esta pesquisa interdisciplinar pretendemos testar hipóteses sobre a ocupação pré-colonial e que esta possa servir para um melhor conhecimento científico da dimensão cultural dos grupos humanos que ainda em vida utilizaram o uso deste espaço. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)