Busca avançada
Ano de início
Entree

O efeito da diabetes não diagnosticada na associação entre diabetes autorrelatada e dois domínios cognitivos: linguagem e memória em pessoas com mais de 50 anos de idade: estudo ELSI

Processo: 17/22818-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Tiago da Silva Alexandre
Beneficiário:Natália Cochar Soares
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde pública   Diabetes mellitus   Diabetes mellitus tipo 2   Hiperglicemia   Cognição   Idosos

Resumo

Consistentes evidências indicaram a diabetes mellitus tipo 2 (DM2) como um importante fator de risco para alterações cognitivas em idosos. Entretanto, a maioria dos estudos se basearam no autorrelato da diabetes, não considerando que muitos indivíduos apresentam hiperglicemia e podem não estar diagnosticados. Assim, o objetivo desse estudo é examinar o efeito da DM2 não diagnosticada na relação do autorrelato de diabetes com dois domínios cognitivos, a linguagem (avaliada pelo teste de fluência verbal) e a memória (teste da lista de palavras), em pessoas com mais de 50 anos de idade. Para isso, serão utilizados dados dos 9.412 participantes do Estudo Longitudinal da Saúde e Bem-Estar dos Idosos Brasileiros em 2015. Primeiramente, pelo autorrelato, os participantes serão classificados como diabéticos (D) ou não diabéticos (ND). Aqueles que não relatarem diabetes, mas apresentarem hemoglobina glicada (HbA1c) maior ou igual a 6,5% constituirão a categoria de diabéticos não diagnosticados (DND), enquanto os que negarem ter diabetes e apresentarem níveis de HbA1c em normalidade (< 5,7%) ou pré-diabetes (de 5,7% a 6,4%) serão classificados como ND. Três modelos de regressão logística múltipla serão utilizados para analisar o efeito da DND na relação entre o autorrelato de diabetes e alterações cognitivas. O modelo 1 incluirá as três categorias de diabetes: D, ND e DND. O modelo 2 unirá os DND na mesma categoria dos ND e, o modelo 3 incluirá os DND junto aos D. Tais modelos permitirão estimar as mudanças dessas associações, sendo todos ajustados por variáveis de controle. Espera-se que a não separação do grupo de diabéticos não diagnosticados pode subestimar a associação entre diabetes autorrelatada e alterações cognitivas. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.