Busca avançada
Ano de início
Entree

Influência das condições socioeconômicas nas práticas alimentares de mães da Amazônia Ocidental brasileira

Processo: 17/22378-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Priscila de Morais Sato
Beneficiário:Caio Pereira dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/00270-6 - Estudo MINA - materno-infantil no Acre: coorte de nascimentos da Amazônia Ocidental Brasileira, AP.TEM
Assunto(s):Assistência à saúde   Saúde materno-infantil   Mães   Comportamento alimentar   Hábitos alimentares   Desigualdade social   Análise socioeconômica   Amazônia

Resumo

As práticas alimentares abarcam desde as práticas observadas até as representações sociais da alimentação, sendo moldadas por condicionantes biológicas e ecológicas, e originando um espaço de possibilidades de escolhas definido como espaço social alimentar. No caso das sociedades industrializadas, as condições socioeconômicas desempenham grande influência no acesso e aquisição dos alimentos, bem como opiniões e valores acerca da alimentação. Portanto, a discussão da influência do ambiente alimentar na determinação de práticas alimentares mais ou menos saudáveis se torna a questão norteadora deste projeto de iniciação científica, com delineamento qualitativo, que compõe parte da linha de investigação de estilo de vida materno do projeto Mina. O presente projeto tem como objetivo explorar como as práticas alimentares, com foco na aquisição e acesso aos alimentos, são influenciadas por aspectos socioeconômicos em mulheres de Cruzeiro do Sul, Acre, Amazônia ocidental brasileira. Para a coleta dos dados, será utilizada a triangulação de métodos qualitativos, como entrevista semiestruturada em profundidade e visita domiciliar com observação participante, para uma compreensão abrangente do objeto investigado. A análise dos dados será feita por meio da análise de conteúdo. As etapas a serem realizadas para a constituição da análise de conteúdo serão pré-análise, exploração do material - com a construção de um codebook, tratamento dos dados e inferência e interpretações, estas serão descritas a partir de suas tendências central e periférica, distribuição, intervalo, detalhes e contextos. Para tanto, as análises serão auxiliadas pelo software MAXQDA e os dados serão apresentados em forma de paráfrases, citações literais e dados quantitativos. A partir desta descrição, será possível interpretar os dados construídos e inferir conclusões contribuindo para um maior entendimento de determinantes de saúde e nutrição materno-infantil e como questões de gênero interagem com a aquisição de alimentos. (AU)