Busca avançada
Ano de início
Entree

A classe dos homens de cor: associativismo negro, mutualismo e trabalho (Minas Gerais, 1880-1930)

Processo: 17/20595-0
Modalidade de apoio:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Lucilene Reginaldo
Beneficiário:Jonatas Roque Ribeiro
Instituição Sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/03473-3 - Outros sujeitos: trabalhadores e associativismo negro nos mundos do trabalho (Minas Gerais, século XIX), BE.EP.DR
Assunto(s):Pós-abolição   Associativismo negro
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Associativismo Negro | clubes negros | Escravidão e Liberdade | Pós-Abolição | Trabalhadores Livres | História Social do Associativismo Negro

Resumo

Em 1894, alguns trabalhadores da cidade de Sabará, em Minas Gerais, homens e mulheres negras em sua maioria, fundaram o Clube Beneficente e Recreativo Mundo Velho. Anos depois, em 1900, esses mesmos sujeitos criaram a União Operária Sabarense José do Patrocínio que, de modo semelhante à primeira associação, tinha seus interesses pautados na beneficência, socorro mútuo e em práticas culturais voltadas para os interesses dos seus membros. Essa proposta de pesquisa busca compreender os processos de construção dessas práticas organizativas, assim como investigar as dinâmicas internas desses espaços e, de modo semelhante, analisar as relações entre os espaços associativos negros e outras organizações dos mundos dos trabalhadores. As diferenças entre o associativismo negro e as associações que não pautavam a cor e raça dos seus associados como referencial importante, me interessa particularmente. Assim, constitui problema central nesta tese reconhecer e investigar uma possível agenda colocada pelos trabalhadores às pautas dos mundos do trabalho, em geral, e aos movimentos dos trabalhadores mineiros nas últimas décadas do século XIX e primeiros anos do período republicano, em específico. Para tanto, esse estudo pretende se pautar na investigação de um amplo e variado conjunto de fontes relacionado ao local e período em destaque.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RIBEIRO, Jonatas Roque. A classe de cor: uma história do associativismo negro em Minas Gerais (1880-1910). 2022. Tese de Doutorado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas Campinas, SP.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.