Busca avançada
Ano de início
Entree

Clima urbano como indicador de qualidade ambiental na cidade de Penápolis/SP

Processo: 17/07483-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia
Pesquisador responsável:Margarete Cristiane de Costa Trindade Amorim
Beneficiário:Janaína Lopes Moreira
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/02050-1 - Qualidade ambiental e planejamanto urbano no brasil e portugal: entre teoria e prática, BE.EP.DR
Assunto(s):Microclima urbano   Temperatura do ar   Indicadores ambientais   Qualidade ambiental   Penápolis (SP)

Resumo

Os problemas ambientais podem se manifestar nas cidades de diversas formas desde a maior incidência de poluição até a geração de um clima urbano. Tais características interferem nas necessidades básicas humanas, influenciam a qualidade do ambiente, e consequentemente, prejudicam a qualidade de vida dos citadinos. Diante dessa problemática ambiental, a comunidade acadêmica e científica, comprometida com preservação dos recursos naturais e a qualidade de vida da população, tem realizado muitos esforços na busca de encontrar e oferecer alternativas de planejamento para o crescimento urbano e ações mitigadoras para amenizar as áreas já afetadas. Neste contexto, a avaliação da qualidade ambiental urbana surge como uma importante contribuição na elaboração de propostas a serem incorporadas ao planejamento urbano, uma vez que está relacionada a construção de um ambiente ecologicamente equilibrado considerando todos os elementos da paisagem urbana, conciliando os vários tipos de uso da terra e suas diversas atividades com a dinâmica natural dos elementos físicos (NUCCI, 2008). Nessa perspectiva, esse projeto parte da hipótese de que o planejamento urbano inadequado de Penápolis/SP resultou em indicadores negativos que proporcionam a queda da qualidade do ambiente. Logo, o objetivo geral desta pesquisa é avaliar a qualidade ambiental urbana de Penápolis/SP a partir dos indicadores ambientais propostos por Nucci (2008), dando ênfase principalmente no clima urbano, sobretudo no que se refere ao seu campo térmico (Monteiro, 1976). Será desenvolvida uma metodologia a partir do clima urbano, dada a sua fundamental complementação com os demais indicadores, pois entende-se que os estudos de clima urbano e de qualidade ambiental urbana se articulam não apenas pelas técnicas e metodologias empregadas, mas também na contribuição positiva para a avaliação da qualidade dos ambientes. Para tanto, serão mapeados os seguintes indicadores ambientais: campo térmico (temperatura do ar e temperatura de superfície), uso da terra, densidade de edificação, densidade populacional, ocorrência de enchentes, potencial poluição, cobertura vegetal arbórea e espaços livres de edificação e áreas verdes. Em seguida, se realizará o cruzamento das cartas temáticas para a elaboração da carta síntese de qualidade ambiental urbana. Com base nessa carta final de qualidade ambiental urbana, se pretende setorizar a cidade em unidades paisagísticas e propor medidas visando minimizar possíveis problemas identificados com a finalidade de contribuir para a melhoria da qualidade ambiental. (AU)