Busca avançada
Ano de início
Entree

A associação entre conexão com a natureza e a ocorrência de Síndrome de Burnout em profissionais de saúde da atenção básica

Processo: 17/23107-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de março de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Karina Pavão Patrício
Beneficiário:Ivan da Silva Beteto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde pública   Saúde ocupacional   Estresse profissional   Qualidade de vida no trabalho   Pessoal de saúde   Botucatu (SP)

Resumo

O estresse ocupacional quando crônico adquire a forma da Síndrome de Burnout (SB) e se manifesta pelos sintomas de exaustão emocional, distanciamento afetivo e baixa realização profissional. Algumas profissões apresentam maior exposição a agentes ambientais estressores, como os profissionais de saúde em que a prevalência de SB está próxima de 10%. O objetivo do presente estudo é avaliar a associação da conexão com a natureza na prevalência de SB entre profissionais da saúde da atenção primária de Botucatu. Trata-se de um estudo transversal analítico com uma amostra mínima de 135 funcionários com atividade fim de assistência em saúde, como agentes comunitários, auxiliares de enfermagem, enfermeiros, médicos, entre outros, proporcionais a população destes no município. Cada sujeito, após o preenchimento do TCLE, responderá a três questionários: Questionário Sociodemográfico e Estilo de Vida, Escala de Conexão com a Natureza, Maslach Burnout Inventory - Human Services Survey (MBI-SS). A hipótese é que indivíduos com maior conexão com a natureza não apresentam SB, ou seja, que esta pode ser um fator de proteção. Justificar-se-ia, assim, que iniciativas que alterem os ambientes de saúde e programas ampliem o cuidado do trabalhador através de atividade de exposição natureza, os quais se reverteriam na diminuição do absenteísmo, da iatrogênia e melhoria da qualidade dos serviços prestados. (AU)