Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do indicador citogenético do epitélio bucal em recém-nascido a termo

Processo: 17/07861-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Marisa Afonso de Andrade Brunherotti
Beneficiário:Aline Cardoso Brito Pinho
Instituição-sede: Pró-Reitoria Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação. Universidade de Franca (UNIFRAN). Franca , SP, Brasil
Assunto(s):Mortalidade infantil   Recém-nascido   Micronúcleo germinativo

Resumo

A mortalidade infantil, principalmente nos primeiros dias de vida é uma preocupação da saúde pública mundial. Entretanto, a sobrevida de recém-nascido tem aumentado entre crianças até cinco anos, resultado da mobilização governamental e iniciativas locais de intervenções e investigação para o cuidado materno-infantil. Influência negativa do ambiente na gestação, como a exposição materna com determinados vírus, fármacos, hábito do tabaco, de alcoolismo entre outros podem contribuir além da mortalidade infantil com as malformações fetais e complicações neonatais. A exposição materna a fatores tóxicos ambientais, ocupacionais, estilo de vida, relacionam com o aumento da frequência de micronúcleos, o qual pode reconhecer o dano no DNA celular, esse dano poderia implicar na evolução futura de recém-nascidos, desta forma se faz necessário a investigação. O teste que vem sendo utilizado por ser um método minimamente invasivo para avaliação de dano no DNA por agentes genotóxicos em adultos e crianças, é o teste de micronúcleos em células esfoliadas da cavidade bucal. A investigação do micronúcleo em recém-nascido é muito recente e a literatura é escassa, a investigação do micronúcleo no grupo de recém-nascido poderia ser de grande valor para identificação de riscos e orientação da melhor abordagem terapêutica no intuito de se prevenir sequelas nessa população. O objetivo do presente estudo é avaliar a presença e a frequência do marcador micronúcleo em células esfoliadas da mucosa bucal de recém-nascidos a termo associado aos fatores do pré-natal materno. O estudo será analítico, observacional e longitudinal no hospital público de nível terciário. Os dados serão de recém-nascidos a termo acompanhados do nascimento até a alta hospitalar. Os dados serão obtidos inicialmente de prontuários e após a coleta do esfregaço epitelial da mucosa da boca (marcadores de micronúcleos) a cada dois dias a partir do nascimento até a alta hospitalar. Para a comparação das variáveis, serão utilizados o teste "t" pareado para análise dos dados paramétricos e o teste de Mann-Whitney para os dados não paramétricos, adotando significância de 5%. (AU)