Busca avançada
Ano de início
Entree

Exploração da atividade neuronal nas diferentes colunas funcionais da matéria cinzenta periaquedutal em resposta à exposição predatória e ao contexto predatório

Processo: 18/00576-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Newton Sabino Canteras
Beneficiário:Ricardo Passoni Bindi
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/05432-9 - Bases neurais do medo e agressão, AP.TEM
Assunto(s):Substância cinzenta periaquedutal   Eletrofisiologia

Resumo

A substância cinzenta periaquedutal (PAG) está envolvida nas respostas comportamentais relacionadas ao medo inato e aprendido. Estas funções da PAG foram verificadas por diversos estudos utilizando mapeamento funcional e ação de fármacos diversos. Todavia há poucos estudos examinando a atividade elétrica extracelular da PAG em animais expostos a ameaça predatória. Em um estudo, foram relacionados os comportamentos de fuga e avaliação de risco com aumento da atividade elétrica da PAG dorsal nos camundongos. Em outro, foi mostrado em ratos um aumento da atividade elétrica durante a exposição ao odor do predador. Em nenhum desses estudos foram usados um predador natural que evoque reações de medo tão fortes quanto um gato evoca em um rato. Ademais, as colunas funcionais da PAG não foram sistematicamente descritas e tampouco suas atividades neuronais comparadas entre condições experimentais (i.e., ambiente seguro, exposição ao gato e contexto predatório). Este trabalho tem como objetivo relacionar as atividades neuronais das colunas funcionais da PAG com as condições experimentais acima mencionadas e com os aspectos comportamentais próprios da resposta antipredatória (e. g., freezing e avaliação de risco). Ademais, buscaremos verificar possíveis diferenças do padrão de atividade celular entre as colunas ao longo de seu eixo rostrocaudal. Resultados preliminares deste projeto indicam a existência de 4 tipos de comportamentos nas células da PAG dorsal: células que aumentam a atividade durante a exposição ao predador, células que aumentam a atividade durante o contexto predatório, células que aumentam a atividade nas duas condições, e um grupo de neurônios que são indiferentes à condição experimental. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MENDES-GOMES, JOYCE; MOTTA, SIMONE CRISTINA; BINDI, RICARDO PASSONI; DE OLIVEIRA, AMANDA RIBEIRO; ULLAH, FARHAD; BALDO, MARCUS VINICIUS C.; COIMBRA, NORBERTO CYSNE; CANTERAS, NEWTON SABINO; BLANCHARD, D. CAROLINE. Defensive behaviors and brain regional activation changes in rats confronting a snake. Behavioural Brain Research, v. 381, . (17/11855-8, 14/05432-9, 13/13398-2, 18/00576-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.