Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de resiliência de sistemas reconfiguráveis

Processo: 17/21941-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de fevereiro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica
Pesquisador responsável:Carlos Dias Maciel
Beneficiário:Rafael Rodrigues Mendes Ribeiro
Instituição-sede: Escola de Engenharia de São Carlos (EESC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50851-0 - INCT 2014: Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia para Sistemas Autônomos Cooperativos Aplicados em Segurança e Meio Ambiente, AP.TEM
Assunto(s):Redes complexas   Topologia

Resumo

O estudo da resiliência de sistemas é de grande importância nos dias atuais. Dentro deste estudo destaca-se a utilização de modelos de redes complexas para se fazer análises da resiliência de sistemas reais. Neste projeto, pretende-se utilizar está representação para fazer a análise de resiliência de sistemas reconfiguráveis. Esses sistemas têm a capacidade de alterar a sua topologia para se reabilitar de uma falha. Neste trabalho, irá analisar-se o efeito da redundância do sistema na resiliência e como a topologia do sistema afeta a resiliência de sistemas reconfiguráveis. Será implementado um algoritmo que simula a reconfiguração do sistema no caso de falhas. As quatro topologias que serão estudadas são: planar quadrado, mundo pequeno, livre de escala e um sistema real. As análises serão realizadas para um número variável de falhas, com falhas em arestas, em nós ou em ambos. A averiguação da resiliência será feita a partir da proporção de nós conectados ao sistema após a reconfiguração do sistema em relação ao número total de nós do sistema. Com esses dados será possível inferir características favoráveis ou desfavoráveis para sistemas reconfiguráveis. (AU)