Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da influência de um sistema nanotecnológico sobre as atividades antibacteriana, mutagênica e citotóxica induzidas por extratos de Byrsonima coccolobifolia

Processo: 18/01381-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Mutagênese
Pesquisador responsável:Flávia Aparecida Resende Nogueira
Beneficiário:Luiza Girotto
Instituição-sede: Universidade de Araraquara (UNIARA). Associação São Bento de Ensino. Araraquara , SP, Brasil
Assunto(s):Nanotecnologia   Produtos naturais   Emulsões (formas farmacêuticas)   Medicamentos fitoterápicos   Byrsonima   Antibacterianos   Mutagênicos   Citotoxicidade

Resumo

As plantas do gênero Byrsonima (Malpighiaceae), popularmente conhecidas como ''murici-vermelho'' ou ''murici-cascudo'', representam uma fonte rica de derivados de catequina e epicatequina. Na medicina popular, geralmente são utilizadas como chá para o tratamento de úlceras gástricas, infecções, inflamação da pele, febre e asma. Além disso, de acordo com a literatura, algumas espécies apresentam atividades farmacológicas comprovadas cientificamente, como antiulcerogênica e antimicrobiana. No entanto, estudos prévios realizados pelo nosso grupo demonstraram o potencial mutagênico pelo teste de Ames do extrato etanólico 70% de folhas de Byrsonima coccolobifolia. Assim, tornou-se relevante investigar a influência da incorporação deste extrato em um sistema lipídico nanoestruturado com relação às atividades antibacteriana, mutagênica e citotóxica. Sistemas lipídicos nanoestruturados, como as microemulsões, vêm se destacando no campo das ciências farmacêuticas em razão de melhorarem a solubilidade e estabilidade dos fármacos, além de proporcionarem ação prolongada e poderem veicular substâncias com diferentes graus de hidrofilia/lipofilia. A mutagenicidade do extrato incorporado será avaliada utilizando o ensaio de mutação gênica reversa com Salmonella typhimurium (teste de Ames) com as linhagens TA98, TA97a, TA100 e TA102, em ausência e presença de metabolização; a citotoxicidade (IC50) frente a uma linhagem celular normal (GM-07492) e uma com perfil de metabolização de carcinógenos (HepG2) pelo método do MTT e o potencial antibacteriano, utilizando a técnica de diluição em microplacas, contra as bactérias Staphylococcus aureus ATTC 25923 e Escherichia coli ATCC 25922. Espera-se, assim, otimizar por meio de um sistema em nível nanoestrutural, o estudo do extrato de B. coccolobifolia, a fim de produzir um fitoterápico visando eficácia e segurança antes que ele possa ser amplamente utilizado em benefício para saúde humana. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.