Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do tratamento das frações da parede celular de mamões com pectinases em células de câncer de cólon

Processo: 18/06274-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Joao Paulo Fabi
Beneficiário:Raphael Carvalho Beraldo
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/23970-2 - Alterações biológicas das pectinas de mamão com possíveis benefícios à saúde humana, AP.JP
Assunto(s):Neoplasias do cólon   Parede celular   Poligalacturonase   Pectinas   Antineoplásicos   Mamão

Resumo

A parede celular dos vegetais é composta por frações de polissacarídeos indisponíveis para absorção humana, sendo que as pectinas fazem parte dessa fração. Quando as pectinas possuem alta quantidade de galactanos de baixo peso molecular, indicativos mostram que o seu consumo pode levar a uma inibição do início e progressão de certos tipos de câncer, pois esses compostos poderiam exercer ação sistêmica quando absorvidos pela mucosa intestinal. Dessa maneira, a fração celular total de mamões será modificada com pectinases e as pectinas de baixo peso molecular resultantes terão os seus prováveis efeitos benéficos medidos através do tratamento de cultura de células de câncer de cólon. As pectinas utilizadas nos experimentos serão as modificadas de mamões verdes e maduros, visto que dados prévios demonstraram que essas pectinas são ricas em galactanos. Os resultados obtidos poderão indicar uma nova tendência no desenvolvimento de alimentos funcionais derivados das modificações enzimáticas das paredes celulares de vegetais. (AU)