Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento larval dos camarões ornamentais Lysmata ankeri, L. intermedia e L. bahia criados em laboratório (Crustacea: Decapoda: Lysmatidae)

Processo: 17/26792-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Morfologia dos Grupos Recentes
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Rogério Caetano da Costa
Beneficiário:Andréa Santos e Almeida
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia (anatomia)   Larva   Adaptação animal   Comportamento animal   Decapoda   Camarão

Resumo

Durante as fases larvais, os crustáceos decápodes vivem como seres planctônicos, possuindo adaptações morfológicas distintas dos adultos, que costumam ser bentônicos. O gênero Lysmata é composto por camarões pertencentes a infraordem Caridea e a família Lysmatidae e são caracterizados pela diversidade de modos de vida e comportamentos. Embora tenham uma grande distribuição geográfica, ainda há carência de informações sobre os primeiros estágios de vida (larva) de seus representantes, que poderiam fornecer importantes caracteres a serem usados para análises de filogenia das espécies. Visto que poucas espécies de Lysmata tiveram suas formas larvais descritas, o objetivo desse estudo é descrever e ilustrar a morfologia dos estágios do desenvolvimento larval completo das espécies Lysmata ankeri, L. bahia e L. intermedia. As fêmeas ovígeras serão coletadas na Ilha das Couves, Ubatuba (São Paulo) e no Porto de Santos, Santos (São Paulo) e posteriormente, transportadas para o laboratório, onde serão mantidas até a eclosão das larvas. As larvas serão criadas individualmente e, diariamente, serão monitoradas quanto a mortalidade e ao estágio de desenvolvimento larval. A cada estágio, dez larvas serão fixadas (formalina 10% e transferidas para uma mistura (1:1) de álcool etílico 70% e glicerina) e posteriormente dissecadas e ilustradas quanto a morfologia de cada apêndice, além de ser feita uma comparação morfológica entre as espécies em questão e outras espécies do gênero que foram previamente descritas por outros autores. Estudos sobre o desenvolvimento larval são importantes para obter informações sobre a diversidade morfológica das espécies, além de contribuir para identificação de organismos da comunidade planctônica e no melhor entendimento das relações filogenéticas entre as espécies do gênero. Essas informações também podem servir de base para o cultivo dessas espécies em laboratório, visto que camarões do gênero Lysmata são bastante comercializados como organismos ornamentais. (AU)