Busca avançada
Ano de início
Entree

Plataforma para desenvolvimento de antifúngicos em sistema nanoestruturado lipídico visando eficácia e segurança em modelos animais alternativos

Processo: 17/06658-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia
Pesquisador responsável:Maria José Soares Mendes Giannini
Beneficiário:Junya de Lacorte Singulani
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCFAR). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/16212-5 - Proteopeptídeos naturais da fauna, flora e microbiota brasileira como potenciais modelos para o desenvolvimento racional de novos fármacos de uso terapêutico: isolamento, elucidação estrutural, síntese química e ensaios de atividade funcional, AP.BTA.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/07938-0 - Determinação do papel da proteína 14-3-3 na regulação do crescimento intracelular do patógeno humano Cryptococcus, BE.EP.PD
Assunto(s):Nanopartículas   Antifúngicos   Peptídeos

Resumo

Mais de um bilhão de pessoas em todo o mundo são estimados sofrerem de alguma doença fúngica e 1,5 a 2 milhões de pessoas morrem anualmente de uma infecção fúngica, superando as mortes por malária ou tuberculose. Entre estas temos as causadas por Cryptococcus sp., Paracoccidioides sp. e Histoplasma capsulatum que são associadas com altas taxas de morbidade e mortalidade. O tratamento dessas micoses é realizado pela combinação de anfotericina B e azóis, com taxas altas de toxicidade e resistência. Embora grandes avanços fossem realizados na década passada, o desenvolvimento de fármacos pouco tem evoluído. Assim, a urgência na obtenção de novos antifúngicos impulsiona a pesquisa de peptídeos antimicrobianos. Adicionalmente, a incorporação destes em sistemas nanoestruturados lipídicos torna-se ferramenta importante no sentido de liberação controlada, assim como o uso de modelos de animais alternativos como Caenorhabditis elegans, Galleria mellonella e zebrafish (Danio rerio). Neste trabalho, peptídeos lineares e curtos oriundos de vespas e escorpiões serão testados quanto à atividade antifúngica e citotoxicidade in vitro. O peptídeo com melhor resposta nesses testes será selecionado para ser associado a um sistema nanoestruturado lipídico. A formulação será caracterizada e testada in vivo, no qual C. elegans, G. mellonella e zebrafish serão infectados e a eficácia e toxicidade serão avaliadas pela observação da sobrevivência e carga fúngica dos animais.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SINGULANI, JUNYA L.; SCORZONI, LILIANA; DE OLIVEIRA, HAROLDO C.; MARCOS, CAROLINE M.; ASSATO, PATRICIA A.; FUSCO-ALMEIDA, ANA MARISA; MENDES-GIANNINI, MARIA JOSE S. Applications of Invertebrate Animal Models to Dimorphic Fungal Infections. JOURNAL OF FUNGI, v. 4, n. 4 DEC 2018. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.