Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanopartículas de Ga-Ni suportados em sílica porosa para a síntese de metanol a partir do CO2 em baixas pressões

Processo: 17/22671-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Elisabete Moreira Assaf
Beneficiário:Letícia Fernanda Rasteiro
Instituição-sede: Instituto de Química de São Carlos (IQSC). Universidade de São Paulo (USP). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/22260-0 - Controle em nível sub-monocamada do crescimento de Filmes de ZrO2 sobre suportes de sílica mesoporosa ordenados e adaptação de interface de catalisadores de Ni-Ga por deposição de camada atômica (DCA), BE.EP.DR
Assunto(s):Catálise heterogênea   Nanopartículas metálicas   Sílica   Metanol   Dióxido de carbono   Hidrogenação

Resumo

Atualmente o metanol, um dos principais produtos de interesse da indústria química, é produzido a partir do gás de síntese (CO/H2) em um processo a alta pressão (50-100 bar) utilizando como catalisador Cu/ZnO/Al2O3. O aumento na demanda mundial por metanol previsto para os próximos anos torna necessário o desenvolvimento de processos alternativos, seletivos e de baixo custo para a sua síntese. Uma rota alternativa que tem ganhado muita atenção nos últimos anos é o conhecido CCUS (Carbon Capture Utilization and Storage), que além da captura e estocagem do CO2, proveniente de diversas fontes estacionárias e móveis, o transforma em produtos de maior valor agregado, como o metanol. Esta rota participa das atuais tecnologias de abatimento de CO2 (CO2 abatement). Dentre os catalisadores utilizados para a reação de hidrogenação do CO2 para formação de metanol, a grande maioria são a base de Cu e pouco estudo ainda foi feito com catalisadores a base de outros metais. Neste projeto, catalisadores de Ni-Ga suportados e não suportados serão avaliados na reação em condições de baixa pressão. Pretende-se realizar o estudo da composição da liga buscando as melhores propriedades catalíticas, através da síntese utilizando um método assistido por surfactante, que pode atuar no controle do tamanho e homogeneidade das partículas formadas. O controle da porosidade do suporte também será avaliado de modo a buscar dimensões da ordem de mesoporos, pois estes possibilitam uma boa dispersão da fase metálica. Também pretende-se modificar a basicidade do suporte e avaliar este efeito sobre a atividade e seletividade catalíticas, visto que a adsorção do CO2 ocorre em sítios básicos do catalisador sendo estes essenciais para uma alta seletividade a metanol. Técnicas de caracterização in situ e operando (XPD, XAS, DRIFTS) serão utilizadas a fim de obter uma correlação atividade/propriedade do catalisador e informações acerca do mecanismo reacional. (AU)