Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise das propriedades físico-mecânicas de painéis produzidos com nanopartículas de óxido de zinco e resina poliuretana

Processo: 18/04423-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de abril de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia de Materiais e Metalúrgica - Materiais Não-metálicos
Pesquisador responsável:Cristiane Inácio de Campos
Beneficiário:Luana Cristal Lirya Silva
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus Experimental de Itapeva. Itapeva , SP, Brasil
Assunto(s):Nanopartículas   Nanotecnologia   Madeira   Painéis   Óxido de zinco   Propriedades físicas   Propriedades mecânicas

Resumo

O segmento de painéis à base de madeira vem conquistando espaço, especialmente, na indústria moveleira e construção civil a partir dos anos 2000. Apesar da indústria de painéis apresentar crescimento, inovações são necessárias, buscando sempre pelo melhoramento do produto final tendo em vista o mercado se tornar cada vez mais competitivo. Atualmente, verifica-se que uma alternativa para melhorar as propriedades dos materiais encontrados para os mais diversos segmentos é o uso da nanotecnologia. Dessa forma é possível implementar o processo industrial através do uso de nanopartículas, visando aperfeiçoar determinadas características dos painéis à base de madeira, proporcionando melhor desempenho das propriedades físico-mecânicas do mesmo. Destaca-se ainda, que o estudo dos materiais busca por produtos mais sustentáveis e menos poluentes, que sejam menos agressivos ao homem e ao meio ambiente. Assim, este trabalho tem como objetivo avaliar a influência da adição de nanopartículas de óxido de zinco em painéis particulados de madeira de média densidade (MDP) produzidos com resina poliuretana à base de óleo de mamona para verificar a interferência do material adicionado à temperatura de 90°C. Os resultados obtidos serão comparados com a norma brasileira NBR 14810-2:2013 e com a norma europeia EN 312:2003, bem como com trabalhos encontrados na literatura. (AU)