Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da adição de meio condicionado por células tronco sobre a qualidade e fertilidade do sêmen equino

Processo: 18/03045-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marco Antonio Alvarenga
Beneficiário:Eriky Akio de Oliveira Tongu
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Terapia baseada em transplante de células e tecidos   Espermatozoides

Resumo

A endometrite persistente pós-cobertura (EPPC) se destaca como uma das principais causas de infertilidade em éguas. Nesse contexto, o tratamento com imunomoduladores (IMM) vem se popularizando como opção para aumentar os índices de concepção em animais com EPPC. Os IMM atuam de forma direta nos mediadores inflamatórios, bloqueando ou atenuando a resposta inflamatória exacerbada ou persistente, diminuindo a inflamação uterina pós-cobertura. O meio condicionado por células tronco (MC), representa o sobrenadante obtido a partir da cultura de células-tronco, onde são liberados fatores pré e pró inflamatórios, além de microvesículas com importante papel na reparação tecidual e no controle do stress oxidativo. Em função de suas propriedades, o MC representa uma nova opção terapêutica, com função imunomoduladora e regenerativa tecidual. O objetivo desse trabalho será avaliar o efeito da adição de diferentes concentrações de meio condicionado ao sêmen equino refrigerado, analisando a modulação da resposta inflamatória uterina por exame citológico e ultrassonográfico e avaliação da fertilidade. Para realização do projeto serão utilizados 15 garanhões e 20 éguas com histórico reprodutivo conhecido. Para uma melhor compreensão das análises o projeto será divido em dois experimentos. O projeto será divido em três fases. Fase 1 será conduzido em laboratório com o objetivo de avaliar o efeito da adição de diferentes concentrações de MC de cão e de equino sobre a cinética e integridade espermática, buscando-se determinar a melhor relação meio condicionado/qualidade espermática. No Experimento 2 será avaliado in vivo a capacidade moduladora do MC sobre o processo inflamatório endometrial de éguas submetidas a inseminação artificial, além do efeito do tratamento do sêmen com meio condicionado sobre as taxas de concepção das fêmeas equinas. Na fase 3 o MC será utilizado em éguas com endometrite persistente pós cobertura. A análise estatística será realizado testes de ajustamento de curvas (BioStat 4.0, Belém/PA, Brasil) para determinação do melhor modelo de regressão para avaliação do efeito da variável explanatória representada pelas diferentes concentrações de meio condicionado sobre a cinética e integridade de espermatozoides equinos. O mesmo modelo será empregado para determinação dos efeitos do tratamento com MC sobre a resposta inflamatória endometrial e fertilidade de fêmeas equinas. Efeitos como época do ano, idade e escore de condição corporal das éguas, além de suas possíveis interações, serão avaliados através de modelo linear geral (GLIMMIX, SAS Institute Inc, Cary, USA). Diferenças serão consideradas quando p<0,05. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
TONGU, Eriky Akio de Oliveira. Efeito da adição de meio condicionado por células tronco mesenquimais na viabilidade espemática e resposta inflamatória uterina pós inseminação artificial em equinos. 2019. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia..

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.