Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da eficiência enzimática fúngica nas reações de transesterificação e hidrólise a partir de óleos vegetais nativos visando aplicações biotecnológicas

Processo: 17/25011-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Bioquímica de Microorganismos
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Maria de Lourdes Teixeira de Moraes Polizeli
Beneficiário:Mariana de Souza Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto (FFCLRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Transesterificação   Fungos   Biotecnologia   Hidrólise   Lipase   Óleos vegetais

Resumo

As lipases são capazes de promover a hidrólise de óleos em monoacilgliceróis, diacilgliceróis, ácidos graxos e glicerol. Estas enzimas são produzidas por micro-organismo que podem ser facilmente extraídos no ecossistema. Visando aplicações industriais as reações enzimáticas têm ganhado destaque por formar produtos com alto grau de pureza e através de condições amenas de execução. O presente trabalho terá como objetivo identificar os melhores produtores fúngicos da lipase, selecionados da Micoteca da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Ribeirão Preto - USP, no Laboratório de Microbiologia e Biologia Celular e promover a produção desta enzima para a sua utilização como catalisador na reação de transesterificação para a produção de biodiesel e hidrólise para a produção de ácidos graxos essenciais, a partir de óleos vegetais nativos (Açaí, Pracaxi, Tucumã, Pequi, Macaúba, entre outros). A imobilização enzimática possui eficiência comprovada para o uso em biocatálise, desta maneira, as lipases fúngicas produzidas serão testadas nas formas livres e imobilizadas em suportes hidrofóbicos como o Octil-sepharose e Decaoctil Sepabeads e em suportes iônicos, como o MANAE-agarose, Q-sepharose e DEAE-agarose, com a finalidade de identificar o melhor método de utilização da lipase para uma produção eficiente do biodiesel e ácidos graxos essenciais. Em adição, as características físico-químicas dos produtos produzidos através da catálise enzimática, serão determinadas e os dados obtidos serão analisados para verificar uma possível compatibilidade com as normas estabelecidas por órgãos brasileiros e europeus, que determinam as condições necessárias para o consumo dos produtos comercialmente. A partir dos resultados obtidos, será possível verificar a efetividade da catálise enzimática, utilizando lipases fúngicas, visando aplicações biotecnológicas como, produção de biodiesel e/ou aplicações para os ácidos graxos essenciais na indústria alimentícia. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.