Busca avançada
Ano de início
Entree

Evolução paragenética e regime de fluidos no sistema de Cu-Co Tarzan, província Carajás

Processo: 17/25114-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Carolina Penteado Natividade Moreto
Beneficiário:Rafaela Santeiro de Campos Pinheiro
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Mineralização   Geologia econômica   Metalogênese   Hematita   Carajás (PA)

Resumo

O Domínio Carajás está inserido no setor norte da Província Carajás, no estado do Pará. Reconhecida mundialmente como uma das maiores e mais importantes províncias metalogenéticas do mundo, Carajás destaca-se principalmente pelas quantidades significativas de depósitos de óxido de ferro-cobre-ouro (iron oxide-copper-gold - IOCG) e de Cu-Au-(W-Bi-Mo-Sn) sem conteúdos expressivos de óxido de ferro. O depósito cupro-cobaltífero Tarzan é hospedado por pelitos, arenitos finos a grossos e conglomerados polimíticos, representando um dos poucos depósitos de Carajás hospedado por sequências (meta-)sedimentares. A mineralização desse alvo compreende sistemas de veios e brechas hidrotermais constituídas por calcopirita-pirita-pirrotita-cobaltita, diferenciando-se dos demais depósitos cupríferos de Carajás devido ao seu expressivo conteúdo de cobalto. Este estudo busca caracterizar detalhadamente as rochas hospedeiras e intrusivas do depósito Tarzan, além das paragêneses minerais, com base em descrições petrográficas em luz transmitida e refletida e microscopia eletrônica de varredura. Através de estudos de inclusões fluidas e isótopos estáveis (C e O), busca-se reconhecer a composição, condições físico-químicas dos fluidos hidrotermais mineralizantes, fornecendo subsídios para a interpretação de sua evolução metalogenética. Esse estudo visa contribuir para a caracterização de depósitos cupríferos polimetálicos hospedados em sequências (meta-)sedimentares, tendo em vista que este depósito não dispõe de estudos detalhados até o momento. Ademais, objetiva-se verificar se o processo de mistura de fluidos foi um dos principais responsáveis pela precipitação do minério e compreender qual a importância das intrusões graníticas paleoproterozoicas (e.g., Granito Central de Carajás) na geração de calor, metais e fluidos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.