Busca avançada
Ano de início
Entree

Envelhecimento e funcionalidade: compreendendo análise de trajetórias e sua aplicabilidade

Processo: 18/02401-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:José Leopoldo Ferreira Antunes
Beneficiário:Etienne Larissa Duim Negrini
Supervisor no Exterior: Valeria Lima Passos
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : Maastricht University (UM), Holanda  
Vinculado à bolsa:16/19696-3 - Envelhecimento e capacidade funcional: uma análise de trajetórias, BP.DR
Assunto(s):Envelhecimento   Bioestatística   Modelos estatísticos

Resumo

As estimativas e projeções locais e globais da população idosa destacam o processo de transição demográfica que nunca antes observado. Este processo é mais acelerado nos países em desenvolvimento, caracterizados por uma grande desigualdade social que afeta as condições do envelhecimento.ObjetivoPretendo explorar trajetórias de funcionalidade de idosos brasileiros.MétodoAtualmente, trabalho com os dados gerados a partir do Estudo Saúde, bem-estar e envelhecimento (SABE), financiado pela FAPESP. Estudo longitudinal de múltiplas coortes, que começou em 2000 e no momento em fase de coleta de sua quarta onda.Para destacar os objetivos de analisar o envelhecimento de idosos residentes no município de São Paulo, tendo por base trajetórias de funcionalidade, vou realizar uma revisão da literatura sobre esse tema e, posteriormente, executar análises de cluster baseadas em modelos de trajetória usando o banco de dados de idosos que participaram das quatro ondas do estudo . O objetivo do meu projeto de doutorado é identificar subgrupos de indivíduos com trajetórias semelhantes de envelhecimento baseadas em sua condição funcional. Posteriormente, investigaremos como os determinantes sociais da saúde, condições de saúde e comportamentos, bem como experiências de vida precoce, podem afetar a probabilidade de fazer parte de um grupo de trajetória específico.Com base nos objetivos identificados no passo anterior, a pesquisa incidirá em dois desfechos de funcionalidade, com base em atividades auto-relatadas de vida diária básica e atividades instrumentais de vida diária. Gostaria de aplicar a metodologia inovadora dos Modelos de Trajetória Baseados em Grupo para identificar trajetórias específicas de funcionalidade nesta população.Depois de descobrir as trajetórias funcionais, vou tentar estabelecer links entre eles e cinco grupos de covariáveis: 1) Variáveis demográficas, 2) Socioeconômicas, 3) Variáveis relacionadas à condição de vida precoce, 4) Aspectos comportamentais, 5) Condições de saúde e assistência de saúde / Serviços.Cada variável de resultado será analisada separadamente, dando origem a clusters de indivíduos com características funcionais semelhantes do envelhecimento. Também considerarei uma abordagem multivariada, na qual a extração da trajetória ocorre ao tomar simultaneamente padrões de co-dependências temporais dos dois resultados.Além disso, vou realizar análises estatísticas para identificar fatores associados a cada (multi) -trajetória de envelhecimento para os resultados funcionais propostos. Existem diferentes abordagens para realizar uma análise da trajetória e acredito que sob a supervisão do Dr. Lima Passos, na Universidade de Maastricht, vou aprender sobre esses métodos e identificar o que melhor se adequa à minha pesquisa.Objetivos esperados durante o Estágio de Pesquisa no Exterior1)Preparar as quatro ondas do SABE Survey (banco de dados);2)Para entender o modus operante, que diz respeito à aplicabilidade e metodologia de "Modelos de Trajetos Baseados em Grupo (GBTM)";3)Aplicar os conceitos de GBTM para identificar trajetórias de funcionamento com base nas atividades da Vida Diária dos adultos mais velhos brasileiros;4)Aplicar os conceitos de GBTM para identificar trajetórias de funcionamento com base em Atividades Instrumental de Vida Diária de idosos brasileiros;5)Aplicar os conceitos de GBTM para identificar trajetórias bivariadas de funcionamento com base em atividades de Vida Diária e atividades instrumentais de Vida Diária de idosos brasileiros;6)Escrever um artigo metodológico sobre a aplicabilidade do GBTM para a análise do envelhecimento da população, iniciando a colaboração entre o Prof. José Leopoldo Ferreira Antunes (USP), o Dr. Valeria Lima Passos (UM) e eu (USP);7)Escrever um artigo sobre as Trajetórias de Funcionalidade dos idosos brasileiros, destacando os determinantes sociais da saúde e seu poder de predição para fazer parte de uma trajetória específica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.