Busca avançada
Ano de início
Entree

Pronto-socorro e clínica da urgência: contribuições do dispositivo intercessor na escuta do sujeito em adoecimento

Processo: 17/06805-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Pesquisador responsável:Gustavo Henrique Dionisio
Beneficiário:Maico Fernando Costa
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Letras (FCL-ASSIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Assis. Assis , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/10472-3 - A Clínica da Urgência e a escuta do sujeito do inconsciente no contexto hospitalar: práxis e teorizações voltadas para o campo da política e das instituições, BE.EP.DR
Assunto(s):Saúde pública   Serviços médicos de emergência   Escuta psicanalítica   Teoria freudiana   Estresse psicológico

Resumo

Este projeto de doutorado se além à operatividade da Clínica da Urgência como dispositivo de escuta aos sujeitos do sofrimento em uma Unidade de Saúde Hospitalar. A intenção é exercer a práxis do psicólogo, trabalhador intercessor, em um pronto-socorro de gestão pública, referenciado e estruturado em sintonia com uma Unidade de Pronto Atendimento e a sua Rede de Urgência e Emergência (RUE) organizando as unidades hospitalares. Pretendemos avançar nas definições do dispositivo Clínica da Urgência, já iniciadas na iniciação científica e no mestrado, delimitando as suas bases de maneira mais acurada. A Clínica da Urgência no contexto hospitalar está voltada para os sujeitos do sofrimento, acometidos por acidentes e/ou moléstias dos diversos tipos. O convite ao tratamento pela palavra visa possibilitar a emergência do sujeito do inconsciente na enunciação do seu discurso, possibilita que o mesmo dê outros sentidos, por meio da sua história, ao adoecimento. Deste modo, a fala poderá ser articulada ao dizer e o "não-dito" poderá ser transformado em dito. Entendemos que a Clínica da Urgência funcionando sob a égide do Dispositivo Intercessor, nossa ferramenta teórico-técnica, amplia o seu campo de ação-reflexão para a Rede de Saúde como um todo, exigindo do psicólogo, precavido pela psicanálise de Freud-Lacan, ser uma espécie de articulador de Rede. Tendo em vista a pouca quantidade de trabalhos científicos a partir da Clínica da Urgência e da escuta psicanalítica no pronto-socorro, surge-nos a oportunidade de formalizar melhor os fundamentos dessa práxis, contribuindo assim com a formação dos trabalhadores do campo e com a literatura bibliográfica existente. (AU)