Busca avançada
Ano de início
Entree

Características estruturais da proteína EspB de Escherichia coli diarreiogênica

Processo: 17/26100-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Microbiologia - Microbiologia Aplicada
Pesquisador responsável:Roxane Maria Fontes Piazza
Beneficiário:Jessika Cristina Alves da Silva
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Toxicologia   Diarreia   Escherichia coli   Elementos estruturais de proteínas

Resumo

A diarreia causa aproximadamente 800 mil mortes ao ano entre crianças menores de cinco anos, sendo que os diferentes patotipos de Escherichia coli diarreiogênicas são responsáveis por 30 a 40% dos casos de diarreia grave em países em desenvolvimento, dentre elas E. coli enteropatogênica (EPEC) e enterohemorrágica (EHEC) são frequentemente associadas a casos da doença. EPEC e EHEC induzem uma lesão attaching/effacing (lesão A/E), caracterizada principalmente pelo apagamento das microvilosidades. A lesão A/E é causada por proteínas efetoras, como a proteína secretada de E. coli (Esp) EspB, que com EspD forma uma estrutura de poros que permite a translocação de outros fatores de virulência. Sendo EspB presente nos dois sorogrupos, esta proteína se apresenta como um alvo para o desenvolvimento de novos métodos para diagnóstico e terapia contra a diarreia. No entanto, ainda não se tem um completo entendimento da estrutura proteica, desta forma, a proposta desse projeto é elucidar a estrutura quaternária da proteína EspB. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.