Busca avançada
Ano de início
Entree

Síntese e aplicação de polímeros molecularmente impressos (MIP) na construção de dispositivos de análise rápida do tipo fluxo lateral para detecção de contaminantes ambientais

Processo: 17/20789-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Maria Del Pilar Taboada Sotomayor
Beneficiário:Rafael Rovatti Pupin
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50945-4 - INCT 2014: Instituto Nacional de Tecnologias Alternativas para Detecção, Avaliação Toxicológica e Remoção de Micropoluentes e Radioativos, AP.TEM
Assunto(s):Poluentes ambientais   Polímeros (materiais)   Síntese química

Resumo

Os contaminantes ambientais são compostos químicos de várias classes que ocasionam poluição dos ambientes aquáticos, terrestres e da atmosfera, com efeitos ecológicos adversos e problemas de toxicidade para os seres vivos. Os contaminantes são classificados em dois principais grupos: tradicionais (conhecidos e estudados há muitas décadas) ou emergentes (identificados somente nos últimos vinte anos). Devido aos inconvenientes causados por esses compostos, métodos para detectá-los e quantificá-los atraem grande interesse. Nesse âmbito, polímeros molecularmente impressos (MIP) fazem parte de uma das classes materiais poliméricos aplicados na identificação e pré-concentração de diferentes tipos de moléculas com alta seletividade. São polímeros que apresentam alta resistência térmica, baixo custo e podem ser modificados (química e fisicamente) de modo a ampliar seu desempenho. Os MIP são materiais aplicados nas mais diversas áreas e com diferentes técnicas analíticas; sendo que mais atualmente vem sendo explorada a possibilidade de substituição de materiais biológicos em imunoensaios pelos MIP. Dentre esses ensaios, encontram-se os dispositivos de fluxo lateral, os quais apresentam rapidez na obtenção dos resultados, alta seletividade e estabilidade, baixo custo e fácil manuseio. Assim, o presente projeto visa a síntese de diferentes tipos de MIP para serem utilizados como fase de reconhecimento (substituindo anticorpos) em tiras de fluxo lateral para análise rápida de contaminantes ambientais do tipo agrotóxicos e fármacos. Inicialmente, será otimizada a forma de deposição do MIP na tira de fluxo lateral, seguidos pelos ensaios de reconhecimento e quantificação. Esses ensaios iniciais para otimização e verificação do funcionamento do sistema serão conduzidos com biotina como analito modelo. Posteriormente, serão sintetizados MIP para atrazina e tetraciclina, da classe dos agrotóxicos e fármacos, respectivamente, para análise de contaminantes ambientais. As sínteses dos MIP convencionais, de alta porosidade e contendo núcleo de sílica serão otimizadas, com as devidas caracterizações físicas e químicas desses novos MIP. Posteriormente, esses polímeros serão aplicados nas tiras de fluxo lateral e possuirão tanto a reação colorimétrica para identificação (com aplicação de anticorpos marcados e aptâmeros) quanto à quantificação (utilizando software de leitura de imagens) devidamente desenvolvidas e otimizadas. Os dispositivos serão aplicados em amostras sintéticas e matrizes ambientais e biológicas. (AU)