Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação Geologia-Geomorfologia-Pedologia associada à gênese de latossolos do Oeste de Minas Gerais

Processo: 17/22292-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Pablo Vidal Torrado
Beneficiário:Karina Patrícia Prazeres Marques
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/13943-7 - Geocronologia de intemperismo de duricrusts ferruginosos da região do alto Paranaína, Minas Gerais, Brasil, BE.EP.DR   19/10708-7 - Gênese de duricrusts ferruginosos e sua ligação com paleoclimas e evolução da paisagem a longo prazo da região do Alto Paranaíba, Minas Gerais, Brasil, BE.EP.DR
Assunto(s):Gênese do solo   Geomorfologia estrutural   Latossolos   Pedologia   Geologia   Minas Gerais

Resumo

Os latossolos, oxisols ou ainda ferralsols tem sido objeto de estudo de pedólogos na região tropical. Muitos desses estudos relatam o desenvolvimento de latossolos em terrenos planos elevados, como as chapadas, e em superfícies de aplainamento de diferentes idades e sobre distintos substratos geológicos. Entretanto, um aspecto permanece contraditório na maioria desses estudos: o excessivo foco na seção de controle (2 m) em solos que por vezes alcançam vários metros de espessura até o contato com o saprolito ou rocha. Se são solos tão espessos, porque negligenciar os registros da pedogênese na maior parte do perfil do solo? Generalizações como solos poligenéticos, policíclicos e materiais de origem retrabalhados são frequentes no linguajar latossólico, porém pouco foi ordenado e hierarquizado no entendimento da latossolização e sua relação com a evolução do relevo e as variações paleoambientais. Diante disto, este trabalho procurará compreender essas relações em uma das principais regiões de ocorrência de latossolos: o Brasil Central. Têm-se os objetivos de a) esclarecer a relação Geologia-Geomorfologia-Pedologia, elaborando um modelo com atenção a possíveis influências neotectônicas na formação de superfícies quase planas elevadas e de vales constituídos por diferentes formas de relevo; b) identificar e caracterizar a distribuição de nódulos ferruginosos endurecidos, ferricretes e outras pedofeições reliquiais para relacioná-los com a evolução do relevo; c) identificar a procedência do material de origem dos latossolos e sua homogeneidade ao longo do perfil do solo; d) tentar hierarquizar e relacionar as feições que indiquem possíveis etapas da latossolização em solos desenvolvidos em distintas posições na paisagem; f) reconstituir as mudanças paleoambientais quaternárias e analisar sua influência na recente esculturação da paisagem e gênese dos latossolos; e g) descrever e quantificar a bioturbação (raízes + fauna) ao longo do perfil do solo. As áreas de estudo compreendem as regiões do Alto Paranaíba e de Unaí, situadas no oeste do estado de Minas Gerais (Brasil). A Geomorfologia dessas áreas é representada por superfícies quase planas elevadas muito bem expressas e localmente bastante recortadas e a Geologia contempla predominantemente rochas metassedimentares e outras rochas de maior grau de metamorfismo, descritas frequentemente em mapas geológicos como parcialmente recobertas por sedimentos clásticos e lateríticos ferruginosos. Os locais para abertura de trincheiras profundas e/ou barrancos em cortes de estrada serão selecionados a partir da interpretação geomorfológica, de um mapa geológico pré-existente e de incursões de campo no Vale do Rio Quebra Anzol (Alto Paranaíba) e Vale do Rio Preto (Unaí). Os perfis de solo selecionados serão descritos e amostras de solo além da seção de controle serão coletadas para realização de análises químicas, físicas, geoquímicas, mineralógicas, micromorfológicas, isotópicas, e de nódulos ferruginosos endurecidos e ferricretes para análise morfológica, geoquímica, mineralógica e cronológica. A partir desse conjunto de resultados espera-se entender a gênese desses solos em um contínuo da superfície ao saprolito e a sua relação com a paisagem na qual se desenvolvem. (AU)