Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de dispositivo imunossensor descartável à base de eletrodos serigrafados para detecção eletroquímica de anticorpos anti-Zika vírus visando o diagnóstico da doença

Processo: 18/04332-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Ronaldo Censi Faria
Beneficiário:Karla Patrícia Ribeiro Castro
Instituição-sede: Centro de Ciências Exatas e de Tecnologia (CCET). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Sensores eletroquímicos   Eletrodos   Vírus Zika   Diagnóstico clínico

Resumo

Este projeto tem como proposta o desenvolvimento de imunossensores eletroquímicos de baixo custo para a detecção de anticorpos anti-Zika vírus em soro visando o diagnóstico da doença. Apesar de haver disponíveis no mercado kits para diagnóstico rápido da doença estes carecem de especificidade no diagnóstico variação entre 40 a 100% na especificidade e entre 37 a 65% na sensibilidade. O método analítico proposto envolverá a construção de dispositivos eletroquímicos descartáveis que serão modificados com proteínas não estruturais (NS) para a construção dos imunossensores. O projeto será realizado em parceria com o Instituto de Ciências Biomédicas da USP/SP o qual irá fornecer as NS, anticorpos e amostras. As NS serão escolhidas em função da sua especificidade para a detecção de anticorpos anti-Zika vírus presente no soro de pacientes infectados. A detecção dos anticorpos anti-Zika vírus será realizada eletroquimicamente por meio do uso de anticorpos anti-IgG ou anti-IgM contendo a enzima peroxidase (HRP) como marcador. Os imunossensores serão caracterizados e avaliados utilizando amostras de soro de indivíduos saudáveis como controle negativo, de pacientes diagnósticos com Zika como controle positivo e Dengue para avaliar a especificidade do método a ser desenvolvido. Uma vez desenvolvido, os imunossensores e otimizado os procedimentos para aplicação na determinação dos analitos propostos serão avaliadas as figuras de mérito do método proposto como sensibilidade, limite de detecção, repetitividade, reprodutibilidade e intervalo dinâmico. (AU)