Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de dispositivo microfluídico para monitoração de células tumorais circulantes

Processo: 17/25937-6
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 01 de agosto de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Analítica
Pesquisador responsável:Valber de Albuquerque Pedrosa
Beneficiário:Valber de Albuquerque Pedrosa
Anfitrião: Z. Hugh Fan
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IBB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Florida, Gainesville (UF), Estados Unidos  
Assunto(s):Técnicas biossensoriais   Células neoplásicas circulantes   Neoplasias   Técnicas analíticas microfluídicas

Resumo

Um tumor típico contém milhões de células que abrigam mutações genéticas levando-os a crescer, dividir e invadir o tecido local saudável. No entanto, à medida que as células proliferam, nem todas ficam localizadas no mesmo espaço. Algumas células se separam das bordas do tumor e são carregadas pelo sistema sanguíneo ou linfático. Recentemente, o monitoramento de tais células conhecidas como células tumorais circulantes tem despertado o interesse nas áreas biomédicas e de saúde, pois as mesmas transmitem uma ampla variedade de sinais químicos e biológicos que pode produzir um diagnóstico clínico preventivo. Logo, o foco desse projeto é o desenvolvimento de dispositivos microfluídicos integrados com aptâmeros específicos para estudar células tumorais circulantes celulares de câncer de próstata em amostras de sangue e urina. Utilizaremos aptâmeros específicos para o antígeno prostático específico de membrana (PSMA) e do Prostate Cancer Gene 3 (PCA3) em um dispositivo onde o microambiente celular pode ser definido com precisão oferecendo novas perspectivas sobre os eventos moleculares do metabolismo e na análise clínicas de pacientes de maneira invasiva e acurada. (AU)