Busca avançada
Ano de início
Entree

Restaurações provisórias convencionais vs contemporâneas para sistema CAD/CAM: análise das características ópticas antes a após diferentes ciclos de ciclagem térmica em soluções ácidas/corantes

Processo: 17/26436-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Materiais Odontológicos
Pesquisador responsável:Aldiéris Alves Pesqueira
Beneficiário:Roberta Yoko Kanda
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia (FOA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araçatuba. Araçatuba , SP, Brasil
Assunto(s):Prótese dentária   Pigmentação   Cor   Resinas acrílicas   CAD/CAM

Resumo

Atualmente, os blocos pré-fabricados de polímeros para o sistema CAD/CAM surgiram como uma excelente alternativa para confecção de restaurações provisórias estéticas. No entanto, é importante conhecer suas características ópticas, frente à degradação provocada pela exposição a soluções ácidas/corantes, em comparação com outros materiais utilizados para confecção das restaurações temporárias. Dessa forma, o presente estudo terá como objetivo avaliar a estabilidade de cor (”E), translucidez (TP) e grau de contraste (CR) de diferentes tipos de resinas utilizadas para confecção de restaurações provisórias antes e após diversos ciclos de ciclagem térmica em soluções ácidas/corantes. Serão confeccionados 160 espécimes com 10×10×3 (±0.005) mm, divididos em 16 grupos (n=10) de acordo com o material e soluções ácidas/corantes utilizadas para realização dos ciclos de ciclagem térmica. Quatro diferentes resinas odontológicas serão avaliadas: (RAT - resina acrílica termopolimerizável (Clássico), RAA - resina acrílica autopolimerizável (Alike), RB - resina bisacrílica nanoparticulada (Protem4) e RCAD - bloco pré-fabricado de polímero (PMMA) para o sistema CAD/CAM (Telio CAD); submetidos ao envelhecimento por meio de diferentes testes: (Controle (C): água destilada a 37oC durante todo período de imersão (45 horas e 90 horas); (CT1): Ciclagem térmica de 2.500 ciclos, de 5 e 55oC por 30 segundos; (CT2): Ciclagem térmica de 5.000 ciclos. Durante a ciclagem térmica, os espécimes serão imersos respectivamente em diferentes soluções ácidas/corantes (C - café, V - vinho e R - refrigerante de cola) e as imersões serão realizadas intercaladas com imersão em água destilada em uma termocicladora, visto que as ingestões ácidas não são contínuas, mas intercaladas com exposição em soluções não-corantes. As leituras das características ópticas dos espécimes serão realizadas por espectrofotometria de reflexão ultravioleta visível, modelo UV-2450 em dois fundos (preto e branco), antes e após cada ciclo de envelhecimento. Os dados obtidos serão submetidos à análise de variância (ANOVA) fator único para ”E e ANOVA com medidas repetidas dois fatores para TP e CR. O teste Tukey será aplicado para todas as análises, com significância de 5%. (AU)