Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos potenciais efeitos terapêuticos do modificador de resposta biológica: complexo fosfato inorgânico 1 (mrb-cfi-1) em ratos quimicamente induzidos ao câncer colorretal

Processo: 17/18755-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Wagner José Fávaro
Beneficiário:Stephanie Kussik de Almeida Leite
Instituição-sede: Instituto de Biologia (IB). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Imunoterapia   Resposta imune   Imuno-histoquímica   Neoplasias colorretais

Resumo

O câncer colorretal (CCR) é apontado como um problema de saúde mundial, acometendo cerca de 1 milhão de pessoas por ano, além de ser considerado o segundo maior causador de mortes em mulheres e o terceiro em homens. Os processos carcinogênicos são complexos e multifásicos, envolvendo alterações celulares, moleculares e morfológicas, sustentadas por modificações na expressão genica relacionada à proliferação, diferenciação e apoptose. O processo inflamatório crônico no trato gastrintestinal é caracterizado pelo funcionamento anormal da barreira epitelial, com aumento irregular da capacidade absortiva deste tecido e um aumento no reconhecimento dos componentes da microflora e seus produtos metabólicos. Estes eventos resultam na superestimulação do sistema imune, com consequente aumento no recrutamento celular, aumento na taxa proliferativa e alterações genéticas e subsequente anomalia na resposta imune. Devido aos diferentes fatores que convergem no processo carcinogênico no trato gastrinetestinal (TGI), bem como as características anatômicas e histopatológicas dos tumores, as terapias de primeira escolha são a colectomia, a radioterapia e a quimioterapia com 5-fluorouracil (5-FU). O 5-FU por sua vez, é um quimioterápico de alta toxicidade tanto para a medula óssea quanto para o TGI, o que resulta em anemia, leucopenia, neutropenia, náusea, vômitos, mucosite e diarréias como efeitos adversos. Neste contexto, a busca de novas terapias, mais eficazes e com redução dos efeitos adversos é de grande importância. Dentre as possíveis abordagens terapêuticas, destaca-se a modulação da resposta imunológica pelo modulador de resposta biológica - complexo fosfato inorgânico - 1 (MRB-CFI-1), um composto sintético desenvolvido pelo grupo de pesquisa do Professor Doutor Wagner José Fávaro (IB- Unicamp) e Professor Doutor Nelson Eduardo Durán Caballero (IQ- Unicamp). Estudos iniciais deste composto em carcinoma de bexiga músculo não-invasivo (CBMNI) induzido quimicamente em ratos da linhagem Fisher 344 revelaram regressão significativa da lesão tumoral, indicando importante efeito antitumoral deste composto, através da sinalização de interferons (IFNs) via ativação de receptores do tipo Toll (TLR). Desta forma, este trabalho tem por objetivo principal a avaliação dos mecanismos de ação do composto MRB-CFI-1, através de avaliação histopatológica e imunohistoquímica, em CCR induzido quimicamente por 1,2-dimetillhidrazina (DMH) em ratos machos da linhagem Fisher 344.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.