Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlatos eletrofisiológicos de relações semânticas em idosos

Processo: 18/03703-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 15 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Experimental
Pesquisador responsável:Júlio César Coelho de Rose
Beneficiário:Guilherme Sbrocco
Instituição-sede: Centro de Educação e Ciências Humanas (CECH). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/25502-2 - Correlatos eletrofisiológicos de relações semânticas em idosos, BE.EP.IC
Assunto(s):Eletrofisiologia   Processos eletrofisiológicos   Equivalência de estímulos   Memória semântica   Idosos

Resumo

Investigações acerca de correlatos eletrofisiológicos de relações de equivalência vêm avançando nos últimos anos. Essas pesquisas, em geral, observaram padrões eletrofisiológicos, conhecidos como N400, quando participantes realizavam tarefas que envolviam estímulos de uma mesma classe de equivalência comparados com estímulos que, por sua vez, não envolviam. Esse efeito é tipicamente encontrado quando são comparados estímulos com e sem relação semântica aprendidos ao longo da vida dos sujeitos. A literatura mostra, porém, que esse efeito é reduzido ou inexistente em idosos. Rezende (2017) observou a ausência do efeito N400 em participantes entre 60 e 71 anos, que realizaram tarefas de categorização semântica entre pares de estímulos abstratos que podiam ou não ser de uma mesma classe de equivalência aprendida anteriormente durante o procedimento. O presente projeto é parte integrante da pesquisa de Rezende (2017). 20 idosos com idades entre 60 e 70 anos realizarão tarefas e categorização semântica iguais às de Rezende (2017), porém utilizando palavras da língua portuguesa. O objetivo é observar se os mesmos padrões eletrofisiológicos de responder encontrados serão semelhantes em ambos os experimentos. (AU)