Busca avançada
Ano de início
Entree

Aplicabilidade, segurança e aceitabilidade do IRES (Immersive Rehabilitation System) para o treinamento motor e cognitivo de idosos

Processo: 18/00505-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 31 de maio de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:José Eduardo Pompeu
Beneficiário:Beatriz Caruso Soares
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Realidade virtual   Reabilitação (terapêutica médica)   Reabilitação cognitiva   Controle motor   Idosos

Resumo

O mundo está passando por um processo de envelhecimento populacional, gerando um aumento da prevalência de doenças crônicas e degenerativas. Entre os diversos sistemas acometidos, os sistemas motor e cognitivo podem ser afetados, gerando a possibilidade de quedas e perda da autonomia. Estudos recentes mostram que o treino cognitivo-motor pode promover melhora tanto no controle postural quanto na cognição de idosos. A realidade virtual tem sido utilizada como uma ferramenta para o treinamento cognitivo-motor com resultados positivos nessa população. No entanto, a maioria dos sistemas utilizados não foram idealizados especificamente para pessoas com alterações cognitivo-motoras, dificultando a aplicabilidade da realidade virtual nesses casos. Deste modo, foi desenvolvido o Immersive Rehabilitation System (iRES), idealizado especialmente para indivíduos com alterações cognitivo-motoras, que consiste na utilização de óculos de realidade virtual imersiva sincronizado com um sensor de movimento infravermelho. O objetivo deste projeto é analisar a aplicabilidade, segurança e aceitabilidade do iRES em idosos. Serão recrutados 10 indivíduos, metade homens e metade mulheres, com idade entre 60 e 80 anos, sem acometimentos neurológicos. A aplicabilidade será avaliada por meio de questionários sobre utilização de tecnologia e desconforto prévio ao ambiente virtual imersivo. A segurança será investigada por meio do registro de ocorrência de quaisquer eventos adversos. A aceitabilidade será avaliada por meio de um questionário sobre a aprovação do iRES. Será realizada uma análise descritiva dos resultados por meio de média, desvio padrão, intervalo de confiança de 95% e número absoluto e relativo de ocorrência de eventos adversos e frequência de respostas dos questionários. (AU)