Busca avançada
Ano de início
Entree

Staphylococcus coagulase negativa: análise do perfil de resistência e enterotoxigênico em cepas isoladas de laticínios

Processo: 18/00986-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 19 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Ciência e Tecnologia de Alimentos - Ciência de Alimentos
Pesquisador responsável:Nathalia Cristina Cirone Silva
Beneficiário:Luiz Gustavo de Matos
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia de Alimentos (FEA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Microbiologia   Enterotoxinas   Resistência a meticilina   Farmacorresistência bacteriana   Staphylococcus   Coagulase   Laticínios   Queijo

Resumo

O gênero Staphylococcus é dividido em dois grupos, segundo sua capacidade de produzir coagulase, podendo ser coagulase positiva ou negativa. Ambos os grupos são conhecidos por produzirem enterotoxinas, as quais são responsáveis por desencadear intoxicação alimentar em seres humanos. No Brasil, S. aureus está entres os três principais agentes causadores de doença transmitida por alimentos. Porém, já foi observado potencial de produção de enterotoxinas em Staphylococcus coagulase-negativa (ECN). Além de produzir as enterotoxinas, algumas espécies de ECNs apresentam resistência a antibióticos, podendo passar os genes que as tornam resistentes a outros micro-organismos, sendo assim, considerados problemas de saúde pública. Este projeto tem por objetivo identificar e caracterizar ECNs previamente isolados de laticínios no estado de São Paulo. Serão utilizadas 85 cepas isoladas da cadeia de produção de queijo Minas Frescal. O projeto visa identificar as espécies de ECNs sequenciando o gene sodA com posterior análise pelo BLAST. Os isolados identificados serão submetidos à detecção de genes responsáveis pela produção de enterotoxinas estafilocócicas clássicas, de genes que conferem resistência à meticilina (mecA e mecC) e será realizado o perfil fenotípico de resistência das cepas a antibióticos (penicilina, oxacilina, cefoxitina, gentamicina, tobramicina, eritromicina, tetraciclina, clindamicina, cloranfenicol). (AU)