Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo dos efeitos da fotobioestimulação sobre o metabolismo energético mitocondrial das células de Schwann no Diabetes Mellitus Tipo 1

Processo: 17/25554-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Marucia Chacur
Beneficiário:Igor Rafael Correia Rocha
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Hiperglicemia   Metabolismo energético   Células de Schwann   Diabetes mellitus tipo 1   Qualidade de vida

Resumo

O dano celular primário oriundo das células de Schwann em situação de Hiperglicemia é um aspecto em grande parte esquecido em termos de Neuropatia Diabética Periférica. Tal situação resulta da atenção histórica conferida às doenças micro e macro vasculares provenientes do Diabetes. Em contrapartida, os mecanismos pelos quais a terapia com laser de baixa potência gera seus efeitos promissores ainda é campo de extensa investigação. Propõe-se aqui, através do estudo da interação entre a fotobioestimulação e o metabolismo energético mitocondrial em modelo de Diabetes Mellitus Tipo 1, gerar dados que possam elucidar os mecanismos envolvidos na fisiopatologia da Neuropatia Diabética Periférica assim como tentar esclarecer os mecanismos que medeiam os aspectos funcionais da interação luz (laser) e o tecido nervoso, em especial no processo de reparo das fibras nervosas periféricas. Em termos de funcionamento mitocondrial, os aspectos de estudo abordados serão: análise do potencial de membrana mitocondrial, análise do consumo de oxigênio (respiração mitocondrial) e ainda análises referentes à geração de espécies reativas de oxigênio por esta organela. Quanto às observações referentes ao dinamismo mitocondrial, serão avaliadas as proteínas relacionadas aos processos de fusão e fissão mitocondriais, mitofusina -2 e DRP-1 respectivamente. Ainda, no que se refere às células de Schwann, serão analisadas proteínas que estão intimamente relacionadas ao processo de mielinização das fibras nervosas periféricas, a citar, a proteína básica de mielina (MBP), o fator regulatório de mielina (MRF) e ainda, o fator de expressão de mielina 2 (MEF2). A compreensão dos mecanismos anteriormente citados pode elucidar os meios pelos quais a deterioração do funcionamento mitocondrial das células de Schwann em meio hiperglicêmico pode influenciar no processo nocivo acarretado aos axônios dos nervos periféricos e como a participação do laser de baixa potência pode mediar o processo de reversão do quadro nocivo apresentado pelas referidas células. Estes resultados podem ser influentes para o desenvolvimento de novas formas de terapias que visem à restauração das fibras nervosas periféricas no diabetes mellitus, trazendo uma nova perspectiva de qualidade de vida para aqueles que sofrem com a Neuropatia Diabética Periférica. (AU)