Busca avançada
Ano de início
Entree

Correlação dos achados elastográficos - ARFI (Acoustic Radiation Force Impulse) do músculo pectíneo com a idade, peso, sexo e ângulo de noberg em cães displásicos

Processo: 18/05355-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de maio de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Bruno Watanabe Minto
Beneficiário:Juliana Rodrigues Leitão
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde animal   Rigidez vascular   Cães   Displasia pélvica canina   Articulação coxofemural de animal   Técnicas de imagem por elasticidade   Radiografia   Ultrassonografia   Diagnóstico clínico

Resumo

O objetivo principal deste projeto de pesquisa é definir a correlação entre o ângulo de Norberg, peso, sexo e idade com a rigidez do músculo pectíneo de cães com displasia coxofemoral. A avaliação será realizada de forma qualitativa por meio de achados elastográficos em modo B e quantitativa pela quantificação de pixels e velocidade de cisalhamento. Serão selecionados para amostragem experimental cães com peso entre 20 a 50 kg, idade entre 2 e 6 anos, machos ou fêmeas. Após os exames clínico e ortopédico, os cães displásicos, serão submetidos aos exames radiográficos das articulações coxofemorais e à ultrassonografia modo B e à elastografia ARFI dos músculos pectíneos, bilateralmente. Será realizada análise estatística com o software R. Será testada a normalidade dos resíduos (Shapiro teste) e homogeneidade das variâncias (Bartlett teste) dos resultados. As variáveis quantitativas e qualitativas serão correlacionadas com a idade, o peso e o ângulo de noberg pelo teste de Spearman ou Pearson, e comparadas entre os sexos com o teste de Student ou Mann Withney. Será adotado grau de significância de 5% (p < 0,05). (AU)