Busca avançada
Ano de início
Entree

Uma abordagem multifatorial para avaliar o estado de saúde das colônias de abelhas em plantações de Eucalyptus

Processo: 18/05072-3
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 24 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Zoologia Aplicada
Pesquisador responsável:Osmar Malaspina
Beneficiário:Caio Eduardo da Costa Domingues
Supervisor no Exterior: Jose Paulo Filipe Afonso de Sousa
Instituição-sede: Centro de Estudos de Insetos Sociais (CEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro, SP, Brasil
Local de pesquisa : Universidade de Coimbra (UC), Portugal  
Vinculado à bolsa:16/15743-7 - Análise dos efeitos do fungicida estrobilurina piraclostrobina no intestino médio de Apis mellifera africanizada Linnaeus, 1758 (Hymenoptera: Apidae) e Melipona scutellaris Latreille, 1811 (Hymenoptera: Apidae), BP.DR
Assunto(s):Ecotoxicologia   Análise de risco   Apis mellifica   Agrotóxicos

Resumo

As plantações de eucaliptos, destinada principalmente para a produção de papel, ocupam grande parte do território em Portugal. Entretanto, muitos apicultores mantém os ninhos dentro ou próximos das plantações para a produção do mel, mas essa prática pode oferecer riscos as colônias que forrageiam nessa área, uma vez que as plantações de eucaliptos são altamente susceptíveis a diferentes pragas e pesticidas são utilizados no seu controle. Nesse contexto, há necessidade de avaliar o manejo das plantações a nível de paisagem e desenvolver um modelo de análise de risco para honeybees. Para aplicação desse modelo há necessidade da abordagem multifatorial da avaliação de resíduos no campo, bem como nas diferentes matrizes do ninho, e o status de saúde das colônias localizadas nas plantações de eucaliptos de forma comparativa aos ninhos localizados em um local referência (Central Portugal). A presente proposta de estágio do exterior contribuirá para solucionar as lacunas de conhecimento em análise de risco de abelhas, tanto na Europa como no Brasil.