Busca avançada
Ano de início
Entree

O mundo teleacoplado: segurança alimentar, commodities e suas dimensões ambientais e socioeconômicas

Processo: 18/08200-2
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 07 de agosto de 2018
Vigência (Término): 06 de dezembro de 2018
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Mateus Batistella
Beneficiário:Ramon Felipe Bicudo da Silva
Supervisor no Exterior: James David Anthony Millington
Instituição-sede: Núcleo de Estudos e Pesquisas Ambientais (NEPAM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Local de pesquisa : King's College London, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:15/25892-7 - Segurança alimentar e uso da terra: o desafio do Telecoupling, BP.PD
Assunto(s):Bolsa de mercadorias

Resumo

O projeto "O mundo teleacoplado: segurança alimentar, commodities e suas dimensões ambientais e socioeconômicas" pretende fazer parte do projeto de pós-doutorado "Segurança Alimentar e Uso do Solo: O desafio do Telecoupling" (FAPESP / número 2015 / 25892-7). Este projeto de pós-doutorado está vinculado ao Projeto Temático FAPESP/Belmont Forum (FAPESP/número 14/50628-9) construído por uma cooperação multinacional conhecida como "Telecoupling Consortium", que consiste em quatro países focais (Brasil, China, Reino Unido e EUA) e países vulneráveis, como na África. Neste projeto de colaboração internacional, aplicamos uma estrutura integrativa inovadora, o Telecoupling - interações socioeconômicas e ambientais entre sistemas humanos e naturais acoplados em diferentes escalas por longas distâncias - que podem contribuir para nosso conhecimento sobre os efeitos colaterais do comércio internacional sobre segurança alimentar e nas dinâmicas do uso da terra. O mercado global de alimentos torna os players internacionais intrinsecamente conectados através do fluxo de commodities, demanda, produção e consumo. Decisões locais, como novas políticas econômicas ou mudanças na dieta, podem promover mudanças em sistemas humano-naturais acoplados por longas distâncias. Por exemplo, entender as causas e os efeitos dessas mudanças é essencial para os países exportadores agrícolas, como o Brasil. Desde 2000, o Brasil liderou a expansão da área plantada de soja - 19 milhões de hectares, ou 47,5% do aumento mundial. A soja está entre as principais commodities agrícolas comercializadas globalmente. O objetivo deste período internacional no King's College London é melhorar as habilidades do Dr. Ramon em modelagem do uso da terra, questões de segurança alimentar e apoiar o trabalho em andamento pela equipe do Reino Unido conduzida pelo Dr. James Millington do King's College e liderada pelo Dr. Charles Godfray, da Universidade de Oxford. O projeto também explorará dados internacionais e nacionais (por exemplo, Brasil, China, Canadá, Rússia, Alemanha) sobre fertilizantes para estudar os efeitos colaterais do comércio internacional e produção da soja sobre a demanda global de Nitrogênio, Potássio e Fósforo e os potenciais impactos ambientais associados.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.