Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da resistência do Vírus da Hepatite C genótipo 3 a antivirais de ação direta

Processo: 18/04678-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de setembro de 2018
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Molecular e de Microorganismos
Pesquisador responsável:Paula Rahal
Beneficiário:Guilherme Rodrigues Fernandes Campos
Supervisor no Exterior: Mark Harris
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa: University of Leeds, Inglaterra  
Vinculado à bolsa:16/03807-0 - Estudo de mutações de resistência ao tratamento com Antivirais de Ação Direta em pacientes infectados pelo Vírus da Hepatite C genótipo 3, BP.DR
Assunto(s):Virologia   Vírus da hepatite C
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antivirais de Ação Direta | Genotipo 3 | Hcv | Mutações de Resistência | Ns5A | Virologia

Resumo

Hepatite C é a inflamação hepática causada pela infecção pelo Vírus da Hepatite C (HCV), um vírus de RNA fita simples de polaridade positiva pertencente à família Flaviviridae. A alta taxa de replicação, associada à ausência de atividade corretiva da polimerase viral NS5B, leva a uma alta taxa de mutação no genoma viral. Como resultado, o HCV é classificado em 7 genótipos diferentes. No Brasil, o genótipo 1 é o mais prevalente, seguido pelo genótipo 3. O tratamento mais recente para indivíduos infectados pelo HCV, no Brasil, é baseado na administração de três antivirais de ação direta (DAAs), o Simeprevir, um inibidor de NS3; Daclatasvir, um inibidor de NS5A; e o Sofosbuvir, um inibidor de NS5B. Essa terapia apresenta uma alta Resposta Virológica Sustentada (SVR) para todos os genótipos quando comparada com tratamentos prévios. Além disso, pacientes infectados pelo genótipo 3 se mostram menos responsivos ao tratamento. Existem muitos trabalhos mostrando a presença de mutações associadas à resistência contra esses DAAs, porém, a maioria deles estuda o genótipo 1. O genótipo 3 corresponde à cerca de 30% dos casos de infecção por HCV no Brasil, e a literatura possui poucos dados a respeito de mutações de resistência nesse genótipo em específico. Dessa forma, nosso estudo visa investigar mutações no genótipo 3 que potencialmente conferem resistência contra o tratamento com Daclatasvir, assim como testá-las contra diferentes inibidores de NS5A.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
WARD, JOSEPH C.; BOWYER, SEBASTIAN; CHEN, SHUCHENG; CAMPOS, GUILHERME RODRIGUES FERNANDES; RAMIREZ, SANTSEHARAY; BUKH, JENS; HARRIS, MARK. Insights into the unique characteristics of hepatitis C virus genotype 3 revealed by development of a robust sub-genomic DBN3a replicon. JOURNAL OF GENERAL VIROLOGY, v. 101, n. 11, p. 1182-1190, . (16/03807-0, 18/04678-5)
FERNANDES CAMPOS, GUILHERME RODRIGUES; WARD, JOSEPH; CHEN, SHUCHENG; BITTAR, CINTIA; VILELA RODRIGUES, JOAO PAULO; CANDOLO MARTINELLI, ANA DE LOURDES; SOUZA, FERNANDA FERNANDES; LEIRA PEREIRA, LEONARDO REGIS; RAHAL, PAULA; HARRIS, MARK. A novel substitution in NS5A enhances the resistance of hepatitis C virus genotype 3 to daclatasvir. JOURNAL OF GENERAL VIROLOGY, v. 102, n. 1, . (18/04678-5, 16/03807-0)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.