Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da oxidação do dióxido de enxofre em catalisadores de ouro nanoestruturados, influência do tamanho das partículas

Processo: 18/07709-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de junho de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2018
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Susana Inés Córdoba de Torresi
Beneficiário:Norberto Alves da Silva Júnior
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/26308-7 - Otimização das propriedades físico-químicas de materiais nano-estruturados e suas aplicações em reconhecimento molecular, catálise e conversão/armazenamento de energia, AP.TEM
Assunto(s):Dióxido de enxofre   Eletrocatálise   Eletroquímica

Resumo

A grande demanda de energia e as recentes políticas de proteção ao meio ambiente vêm resultando em uma procura cada vez maior por fontes de energia sustentáveis. Uma das soluções seria a utilização de H2 em células combustíveis. Porém, um dos fatores que a torna inviável é a produção do H2 que demanda utilização de combustíveis fósseis, via reforma catalítica, ou elevada diferença de potencial, 2,0 V, via eletrólise da água. Uma possível solução seria a oxidação de dióxido de enxofre a ácido sulfúrico para a obtenção de ácido sulfúrico, amplamente utilizado na indústria e como insumo agrícola, o produto secundário desse processo eletroquímico é o gás hidrogênio.Os mecanismos de reação ainda são desconhecidos. O catalisador mais utilizado é Pt, porém, estudos experimentais e computacionais apontam Au como sendo mais eficiente. Além disso, o estudo da nanoestruturação do catalisador é de extrema importância na otimização do processo de oxidação do SO2, já que há uma relação direta entre a atividade por massa e o tamanho da nanopartícula.